Perfil hidroambiental como ferramenta na avaliação da condição da qualidade de águas superficiais no contexto de microbacias

  • Cleiton Oliveira dos Santos Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Unidade de Coxim-MS http://orcid.org/0000-0002-4152-0753
  • Danielly Pereira da Silva Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Unidade de Coxim-MS
Palavras-chave: lazer, contaminação, segurança hídrica

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo identificar o perfil hidroambiental da microbacia do Córrego Criminoso no município de Coxim/ MS e a sua condição de balneabilidade. O estudo foi realizado em dois pontos, sendo um a montante e o outro a jusante do perímetro urbano entre os meses de abril a outubro de 2018. Os parâmetros analisados foram: Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO5,20), Coliformes Totais (CT), Escherichia coli (EC), Fosforo Total (PT), Potencial Hidrogeniônico (pH), Turbidez (TU), Sólidos Totais (ST), Cor (C), Oxigênio Dissolvido (OD), Alcalinidade (A), Temperatura da Amostra (T). Os resultados obtidos foram comparados com a Resolução CONAMA 274/2000 e 357/2005, demostrando alterações e desconformidades nas análises microbiológicas e DBO. Concluiu-se, portanto que o perfil hidroambiental foi capaz de mostrar os aspectos ambientais responsáveis pela deterioração da qualidade da água ao longo do Córrego Criminoso.

Biografia do Autor

Cleiton Oliveira dos Santos, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Unidade de Coxim-MS
Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul. Mestre em Tecnologias Ambientais - Saneamento Ambiental e Recursos Hídricos pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Atualmente é professor do curso de Gestão Ambiental da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
Danielly Pereira da Silva, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, Unidade de Coxim-MS
Graduada em Gestão Ambiental
Publicado
17-12-2019