A Miséria da teoria em Geografia

  • Elias Lopes de Lima Universidade Federal de Juiz de Fora
Palavras-chave: Teoria da Geografia, epistemologia, positivismo, pós-modernismo, políticas de fomento à pesquisa

Resumo

O presente artigo objetiva explicitar alguns obstáculos pelos quais passa a produção teórica na ciência geográfica na atualidade. Presume-se que a geografia sofre de um relativo esvaziamento teórico-conceitual no decurso hodierno da sua produção científica. Tal esvaziamento, contudo, não deve ser levado ao pé da letra. Não se sugere, exatamente, que aportes teórico-conceituais não estejam sendo empreendidos na contemporaneidade, mas sim que os mesmos se apresentam de maneira frágil e superficial. Para alcançar o aludido objetivo e sustentar tal assertiva, partiremos de três premissas, quais sejam: 1. as implicações do positivismo na produção teórica da geografia, no tocante às tentativas de especialização da teoria geográfica; 2. os impactos do caráter efêmero e não raro infundado de visões e discursos pós-modernos e culturalistas na produção do conhecimento; 3. as implicações do modelo de produção científica orientado pelas políticas de fomento à pesquisa para a reflexão e a formulação teórica.

Biografia do Autor

Elias Lopes de Lima, Universidade Federal de Juiz de Fora
Professor adjunto do Departamento de Geociências e do Programa de Pós-graduação em Geografia da Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF
Publicado
17-12-2019