A produção de expectativas de desenvolvimento e o ritmo da expansão agrícola: Análise das práticas de uso da terra por pequenos agricultores no norte do Mato Grosso

  • DESCONSI, C Federal University of Santa Catarina

Resumo

Nas últimas décadas, a soja tornou-se uma das culturas agrícolas mais importantes do mundo. O Brasil vem ampliando sua participação nesse mercado, principalmente desde os anos 2000, quando a soja se tornou sua maior exportação em volume e ocupou a maior parte das terras agrícolas do país. Isso ocorreu não apenas pelos ganhos de produtividade, mas também pela expansão da agricultura mecanizada em “novas terras” dos biomas do Cerrado e da Amazônia brasileira incentivados por inúmeras políticas públicas. A porção centro-norte do estado de Mato Grosso contribuiu muito para que a soja chegasse a essa posição, principalmente após a década de 1990, quando a colheita experimentou um boom em sua expansão. Conforme relatado em vários estudos, a cultura é predominantemente desenvolvida em grandes empresas agrícolas. No entanto, as áreas onde a expansão está em andamento incluem vários agentes - pequenos agricultores, posseiros, trabalhadores e colonos da reforma agrária - que se mudam para essas “novas terras” e participam do processo de transformação socioeconômica motivado pelas expectativas pessoais e familiares de alcançar melhores condições de vida e que, portanto, contribuem ativamente para o "movimento da terra".

Publicado
09-09-2020