Características do solo na APA Carste de Lagoa Santa (MG) e seu papel na infiltração de potenciais contaminantes

  • Rogério Tadeu de Souza PUC Minas / Programa de Pós-Graduaçao em Geografia
  • Jarbas Lima Dias Sampaio Universidade Federal de Minas Gerais/Departamento de Geologia
Palavras-chave: Solos, Carste, Lagoa Santa, Infiltração.

Resumo

Os solos podem ser conceituados de acordo com o ramo da ciência que o estuda. Entretanto, é ponto comum o fato de que é formado sob influência do clima, organismos, material de origem, relevo e tempo e o fato de recobrirem as rochas, mantendo a vida animal e vegetal na biosfera. Em muitos casos, o material de origem ou rocha matriz é fator de formação de maior importância. No entanto, quando se trata de solos sobre o carste, sua formação ainda é motivo de controvérsias. No caso dos solos da APA Carste de Lagoa Santa, percebe-se que são solos profundos, de estrutura granular e ultra fina granular. Também se apresentam em blocos cuja relação sólido-vazios é bem diferenciada dos solos de influência direta dos carbonatos. Na região, em geral, possuem pH majoritariamente ácido que, aliados à dominância da caulinita e oxi-hidróxidos de ferro e alumínio na mineralização da fração argila, proporcionam taxas de infiltração da ordem de 10-3 a 10-5 cm.s-1 , fato que pode levar a um risco adverso muito maior às águas subterrâneas. Assim sendo, é objetivo desta pesquisa a discussão desses pontos.

Publicado
16-12-2020