TERMOGRAFIA INFRAVERMELHA EM SOBREVOO OBLÍQUO PARA INDICAR EFEITOS DA VEGETAÇÃO URBANA NA REGULAÇÃO TÉRMICA EM BELÉM, PARÁ

  • Anderson Silva Costa Universidade Federal do Pará
  • Irving Montanari Franco Universidade Federal do Pará
  • Lucieta Guerreiro Martorano EMBRAPA
  • José Reinaldo da Silva Cabral de Moraes Universidade Estadual Paulista
Palavras-chave: Imagens termográficas, áreas verdes, temperatura, Amazônia

Resumo

Os centros urbanos demandam de maior aporte energético para manter as habitações em conforto térmico em decorrência de alterações atribuídas ao processo de urbanização. O objetivo foi analisar padrões termográficos no Bairro do Marco, na cidade de Belém como estratégia de apontar efeitos da arborização e/ou não em duas avenidas. As imagens termográficas foram obtidas em sobrevoo oblíquo que possibilitou a medição de temperaturas e a observação de padrões de distribuição de calor. Foram analisados alvos nas avenidas mais arborizadas e menos arborizadas. Verificou-se que a diferença entre a temperatura (ΔT) na Av. Almirante Barroso e na Av. Rômulo Maiorana foi de 2,9°C, mas nas duas avenidas foram detectadas diferenças da ordem de 7,4°C. Ao simular na Av. Almirante Barroso sob cenário “de avenida arborizada” considerando-se a diferença média (ΔT) de 2,9°C, os valores obtidos foram inferiores as simulações na Av. Rômulo Maiorana “sem arborização. Conclui-se que a vegetação presta importantes serviços ambientais às populações. Os diagnósticos termográficos apontam indicadores de concentração de calor e/ou áreas com maior atenuação dos raios solares pela vegetação. Os indicadores de regulação térmica pela arborização na Av. Rômulo Maiorana reforçam a importância em manter e/ou adotar canteiros com vegetação arbórea em avenidas de Belém.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anderson Silva Costa, Universidade Federal do Pará

Engenharia Florestal, doutorando em biodiversidade e biotecnologia

Universidade Federal do Pará

Irving Montanari Franco, Universidade Federal do Pará

Arquiteto e Urbanista, doutor em Arquiterura e Urbanismo

Universidade Federal do Pará

José Reinaldo da Silva Cabral de Moraes, Universidade Estadual Paulista

Eng. Agrônomo, doutor em agronomia

Universidade Estadual Paulista

Publicado
23-03-2022