ÁFRICA IMAGINADA NA GEOPOLÍTICA GLOBAL:

PERIGOS E ARMADILHAS

  • Pedro Andrade Matos Universidade de Santiago, Cabo Verde, África
  • Rodrigo Corrêa Teixeira Professor do Programa de Pós-graduação em Geografia da PUC Minas, Brasil
Palavras-chave: África, Armadilha, Imagem, Geopolítica Global, Perigo.

Resumo

Este artigo visa responder como a construção de um imaginário eurocêntrico sobre a África a subalternizou na geopolítica global? E como representações emancipatórias sobre a África, produzida pelos próprios africanos, são tratadas como um perigo pelas forças hegemônicas globais? A metodologia do trabalho é a análise bibliográfica das relações internacionais e discussões referentes à construção da imagem dos espaços na geopolítica global. Da análise efetuada, deduz-se o seguinte: a imagem supostamente de uma África pobre, conflituosa e com doenças, influencia a adoção de medidas automáticas e simplistas, nomeadamente: ação humanitária, intervenção externa, doação, voluntariado. Essas imagens cristalizaram um mundo-problemático, constituído por países pobres e mundo-solução dominado por países desenvolvidos. Malgrado esse quadro, há uma África que incomoda e se esforça para conduzir o seu desenvolvimento e almejar maior protagonismo no cenário internacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Andrade Matos , Universidade de Santiago, Cabo Verde, África

Doutor em Relações Internacionais

Professor da Universidade de Santiago, Cabo Verde, África

Rodrigo Corrêa Teixeira, Professor do Programa de Pós-graduação em Geografia da PUC Minas, Brasil

Doutor em Geografia UFMG

Professor do Programa de Pós-graduação em Geografia da PUC Minas, Brasil

 

Publicado
05-10-2022