Métodos de avaliação da influência das áreas ripárias na sustentabilidade hidrológica em bacias hidrográficas no nordeste do estado do Pará / Assessment methods of the influence of riparian areas in hydrologic sustainability (...)

Priscilla Flores Leão Ferreira Tamasauskas, Larisse Fernanda Pereira de Souza, Aline Maria Meiguins de Lima, Márcia Aparecida da Silva Pimentel, Edson José Paulino da Rocha

Resumo


As bacias hidrográficas do rio Caripi e do Igarapé Açu localizam-se nos municípios de Marapanim e Igarapé Açu, compondo o conjunto de bacias costeiras de comportamento fluvio-estuarino que drenam a região nordeste do estado do Pará. O processo de uso e ocupação do solo na região tem mostrado uma tendência de ameaça a manutenção do potencial hídrico destas bacias, por esta razão este trabalho objetivou avaliar diferentes métodos de determinação da área de floresta ripária e sua relação com a sustentabilidade hídrica. A metodologia consistiu em definir as áreas de floresta ripária a partir de dois métodos de análise espacial e a aplicação do resultado no cálculo do Índice de Sustentabilidade Hídrica. Os resultados obtidos demonstram que as bacias encontram-se em situação de moderada sustentabilidade, porém a distribuição das classes de cobertura e uso do solo indicam que existe a fragmentação dos sistemas florestais e a redução das áreas que deveria ser de floresta ripária. As técnicas adotadas diferem quanto a nível de cobertura da informação, indicando que a proximidade do modelo hidrológico da bacia depende das variáveis consideradas e da precisão do processo de análise espacial adotado.

Palavras–chave: análise espacial, paisagem, uso e cobertura do solo.

 

Abstract

The basins of Caripi and Igarapé Açu rivers belong to the municipalities of Marapanim and Igarapé Açu in Para state. They are part of the coastal catchment system with fluvial-estuarine behavior that drain the northeastern state of Para. The process of land use and land occupation represent a threat on the potential of water maintenance in these basins. Therefore, this study evaluated different methods for determining the riparian forest area and its relation to water sustainability. The methodology adopted aimed to identify the areas of riparian forest with two spatial analysis methods and applies the Hydric Sustainability Index. The results obtained show that the basins are in a situation of moderate sustainability, but the distribution of land cover and land use indicates a fragmentation of forest systems and the reduction of areas that should be a riparian forest. The adopted techniques differ in the level of coverage of information, where the precision of hydrological model depends on the chosen variables and the accuracy of the spatial analysis process used.

Keywords: spatial analysis, landscape, land use and land cover.

 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5752/P.2318-2962.2016v26n45p172

Indexadores / Indexing

RedALyC

EBSCO

Crossref

DOAJ

Portal de PeriódicosCAPES

LATINDEX

HELA

ICAP

ROAD

Open Academic Journals Index

CiteFactor

Escala Geográfica

Sumários.org

CiteFactor

GIGA German Institute of Global and Area Studies - Information Centre, Hamburg

Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) 

Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas (SEER)