O pluralismo eclesial: da contradição à afirmação do Evangelho

Main Article Content

Elias Wolff

Resumo

O artigo objetiva analisar o pluralismo eclesial no mundo cristão, as tensões e os conflitos que aí existem, mas também as possibilidades de encontro no testemunho do Evangelho. Pelo método da análise qualitativa da bibliografia pertinente ao tema identifica, de um lado, fatores socioculturais e teológicos do pluralismo que são expressões de contradição na compreensão e vivência da fé cristã. De outro lado, aponta para elementos que podem favorecer a superação das divisões. Mostra que para isso se faz necessário um redimensionamento da leitura teológica do pluralismo de igrejas verificando as possibilidades para um reconhecimento das legítimas motivações de fé, para assumir as exigências do diálogo e para rever os pressupostos da separação dos cristãos. Como resultado, compreende-se que o pluralismo eclesial não implica diretamente apenas em divisão da igreja, mas pode expressar também possibilidades distintas da fidelidade ao Evangelho. Assim, a superação da divisão cristã não se dá pelo cancelamento de um sadio pluralismo eclesial, mas pela interação entre diferentes tradições eclesiais no testemunho da unidade da fé em Cristo, “para que o mundo creia” (Jo 17,21).

Article Details

Como Citar
WOLFF, E. O pluralismo eclesial: da contradição à afirmação do Evangelho. HORIZONTE - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 17, n. 54, p. 1544, 31 dez. 2019.
Seção
Artigos/Articles: Temática Livre/Free subject
Biografia do Autor

Elias Wolff, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Mestre em Filosofia; Doutor em Teologia; especialista em ecumenismo e diálogo inter-religioso; membro do Programa de Pós-Graduação em Teologia da PUCPR. Líder do Grupo de Pesquisa "Teologia, Ecumenismo, Diálogo Inter-religioso" (PUCPR). Bolsista Produtividade CNPq.