Gianni Vattimo e Jean-Luc Nancy: o fundamentalismo democrático

Main Article Content

Julio Paulo Tavares Zabatiero
Jonathan Michelson de Menezes

Resumo

Este artigo tem como tema a democracia enquanto fundamentalismo, ou o fundamentalismo democrático. Seu objetivo principal é o reconhecimento de que o pensamento sobre a democracia pode ser, ele mesmo, fundamentalista, de modo que não só os fundamentalismos religiosos são uma ameaça à democracia contemporânea. Trata-se de uma interpretação de textos de dois filósofos contemporâneos que não costumam dialogar entre si, o italiano Gianni Vattimo e o francês Jean-Luc Nancy. A tese do ensaio é a afirmação do pensamento democrático enquanto uma forma de fundamentalismo, na medida em que ele cumpre certas condições estabelecidas pelos dois pensadores analisados. Estas condições são, na linguagem dos filósofos citados, o enquadramento da democracia sob o pensamento forte, ou a sua subsunção a um modo metafísico de pensar, de modo que se torna incapaz de autocrítica e de sua necessária reinvenção. Assim, espera-se contribuir para a construção de uma visão autocrítica da democracia mediante o diálogo com aspectos do pensamento pouco conhecidos de importantes filósofos da atualidade e também mediante o diálogo entre filosofia e teologia enquanto modos emancipatórios de saber.

Article Details

Como Citar
ZABATIERO, J. P. T.; MENEZES, J. M. DE. Gianni Vattimo e Jean-Luc Nancy: o fundamentalismo democrático. HORIZONTE - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 18, n. 57, p. 1031, 31 dez. 2020.
Seção
Artigos/Articles: Dossiê/Dossier
Biografia do Autor

Julio Paulo Tavares Zabatiero, Faculdade Teológica Sul-Americana e Faculdade Unida de Vitória

Coordenador de Pós-Graduação e Pesquisa

Doutor em Teologia - área Bíblia

Referências

BADIOU, Alain. São Paulo: a fundação do universalismo. São Paulo: Boitempo, 2009.
BRUEGGEMANN, Walter. The Land; place as gift, promise, and challenge in biblical faith. Minneapolis: Augsburg Fortress, 2003.
HABERMAS, Jürgen. Teoria do Agir Comunicativo, 2. Sobre a crítica da razão funcionalista. São Paulo: Editora WMF Martins Fontes, 2012.
MENDÉZ, German Labrador. “La democracia emplazada: memoria de las plazas, historia popular y crítica poética después del 15M”. In: SERRANO, Eunate et. al. (Eds). 15MP2P: Una mirada transdisciplinar del 15M. s/l., pp. 170-192, 2014. Disponível em: https://tecnopolitica.net/sites/default/files/15MP2P_Mayo2014.pdf. Acesso em 01.06.2020.
NANCY, Jean-Luc. Finite and Infinity Democracy. In: AGAMBEN, Giorgio et al. Democracy in what state? Nova Iorque: Columbia University Press, 2011.
NANCY, Jean-Luc. Política e/ou Política. ALEA, Rio de Janeiro, v. 17, n. 1, p. 166-178, 2015.
NANCY, Jean-Luc. The Truth of Democracy. Fordham University Press. Nova Iorque, 2010.
NANCY, Jean-Luc. Nothing but the World: An Interview with Vacarme. Rethinking Marxism: A Journal of Economics, Culture & Society, v. 19, n. 4, p. 521-535, 2007.
NANCY, Jean-Luc. Politics and Beyond: An Interview with Jean-Luc Nancy. Diacritics, v. 43, n. 4, pp. 90-108, 2015.
VATTIMO, Gianni. Não ser Deus: uma autobiografia a quatro mãos. Petrópolis, RJ: Vozes, 2018.
VATTIMO, Gianni. Adeus à verdade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2016.
VATTIMO, Gianni. Democracy and Hermeneutics. In: Telos, n. 161 (2012), pp. 9-15.
VATTIMO, Gianni. Depois da cristandade: por um cristianismo não religioso. Rio de Janeiro: Record, 2004.
VATTIMO, Gianni. Hermeneutics and Democracy. In: Philosophy and Social Criticism, v. 23, n. 4 (1997), pp. 1-7.
VATTIMO, Gianni; ZABALA, Santiago. Comunismo hermenéutico: de Heidegger a Marx. Barcelona: Herder, 2012.