A salvaguarda da diversidade e a defesa da criação

Main Article Content

Faustino Luiz Couto Teixeira

Resumo

A partir de um desafio lançado pela Comissão Teológica Internacional da EATWOT, em torno do paradigma pós-religional, o texto busca reagir a questões pontuais como a crise das religiões, o colapso dos exclusivismos e a emergência das novas espiritualidades. Na argumentação proposta, verifica-se que de fato está em curso uma crise das “instituições tradicionais produtoras de sentido”, sem que isto ocasione necessariamente o desaparecimento da religião, mas uma diversificação no modo de sua presença no tempo.  Como ponto de concordância com a proposta, em favor de um novo paradigma pós-religional, há a percepção da irradiação cada vez mais patente de espiritualidades que vão se firmando, mesmo fora dos arranjos religiosos. Essa presença talvez seja um traço peculiar e novidadeiro desse novo milênio. Ao final, busca-se sinalizar o diálogo, a salvaguarda da diversidade e a defesa da criação como passos essenciais na nova configuração das espiritualidades e religiões no tempo atual.

Article Details

Como Citar
TEIXEIRA, F. L. C. A salvaguarda da diversidade e a defesa da criação. HORIZONTE - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 13, n. 37, p. 360-378, 2 abr. 2015.
Seção
Artigos/Articles: Dossiê/Dossier
Biografia do Autor

Faustino Luiz Couto Teixeira, UFJF

Doutor em Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma. Professor no Programa de Pós-Graduação em Ciência da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora. Pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Consultor da assessoria do Instituto de Estudos da Religião (Iser).