Santa Praxede: memórias e visualaidades de uma líder eclesial na Roma Antiga

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Ivoni Richter Reimer

Resumo

O artigo apresenta e analisa fragmentos da história de Santa Praxede, líder de um Titulus/igreja doméstica em Roma, no século I, e suas resignificações no transcorrer dos séculos, principalmente sob Papa Pascoal I (séc. IX), no contexto da história da Igreja e da história das mulheres. A pesquisa baseia em narrativas hagiográficas, escritas nos séculos V e XIII, em visualidades (re)construídas no século IX e XVIII e em comentários de teóricos da área da Teologia, da História e das Artes antigas e medievais. Exegética e hermeneuticamente, tece ‘teias de continuidades’ entre as funções eclesiais missionário-diaconais de Santa Praxede e a liderança missionária, diaconal e apostólica de mulheres, mencionadas pelo apóstolo Paulo, em Rm 16,1-16. Historicamente contextualiza as reconstruções da imagem de Santa Praxede, do imaginário e da devoção de santos(as) mártires para dentro de lutas e conflitos político-religiosos internos (iconoclasmo) e externos (islamismo). Elabora e atualiza considerações acerca de santidade e espiritualidade, de ministérios e práxis socioeclesial cristãos, demonstrando a imprescindível participação e liderança de mulheres.

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
RICHTER REIMER, I. Santa Praxede: memórias e visualaidades de uma líder eclesial na Roma Antiga. HORIZONTE - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 13, n. 39, p. 1480-1509, 1 out. 2015.
Seção
Artigos/Articles: Dossiê/Dossier
Biografia do Autor

Ivoni Richter Reimer, PUC Goiás

Doutora em Teologia/Filosofia pela Universidade de Kassel, pós-doutora em Ciências Sociais pela UFSC, docente na PUC Goiás, bolsista de produtividade CNPq, escritora e pastora luterana. Ciências Humanas, História da Teologia, Exegese e Hermenêutica, História Antiga, Medieval e Cultural