Para ler Gauchet 20 anos depois

Main Article Content

Carlos Alberto Steil

Resumo

Em 1985 Marcel Gauchet publicou seu livro Le désenchantement du monde. Une histoire politique de la religion (Galimard) que veio a preencher uma lacuna em termos de grandes sínteses nos estudos de sociologia da religião. Sua análise da religião mostra que, longe de se reduzir a uma superestrutura, o religioso tem modelado ativamente a realidade coletiva e suas formas políticas.  Mobilizado pelo estudo desta obra, há mais de vinte anos atrás, publiquei o artigo “Para ler Gauchet”, na revista Religião e Sociedade (1994). Neste artigo retomo a leitura de Désenchantement du Monde  e do meu próprio texto, para pensar criticamente as teses de Gauchet a partir de três linhas de interseção dentro da produção atual das ciências sociais da religião. A primeira está referida à crítica que Thomas Csordas. Na segunda, discuto o lugar subordinado que a religião ocupa no pensamento de Gauchet e proponho a urgência em se superar a dicotomia entre o secular e o religioso. A terceira linha apresenta uma crítica ao pensamento ocidental a partir do pós-colonial.

 

Article Details

Como Citar
STEIL, C. A. Para ler Gauchet 20 anos depois. HORIZONTE - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 15, n. 46, p. 364-375, 30 jun. 2017.
Seção
Artigos/Articles: Dossiê/Dossier
Biografia do Autor

Carlos Alberto Steil, PPGAS/UFRGS

Antropólogo. Professor Titular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul