O Santo e a Cidade: a pregação urbana de Santo António nos Sermões Medievais

Eleonora Lombardo

Resumo


Este artigo intenta apresentar como a pregação de Santo António de Pádua está conectada com a cidade. Através de alguns exemplos tomados das legendas hagiográficas e sermões, o autor reconstrói as mudanças de atitudes de hagiógrafos e pregadores ligados a António algumas vezes a um contexto urbano geral e, em última medida, a cidade de Pádua. Em particular, o artigo se detém sobre alguns textos que destacam o efeito da pregação de Santo António no seu público-alvo, ou seja, a população da cidade em que falava. O período da análise é primariamente compreendido durante a canonização do santo, em meados do século XIV. Apesar disso, algumas referências a autores da época posterior serão feitas como comparação e aprofundamento da panorâmica oferecida. No final da Idade Média, santo António acabaria por ser, em certa medida, o modelo para os frades mendicantes, talvez atraídos pelos santos mais próximos no tempo.


Palavras-chave


Santo António; Pádua; Cidade; Pregação; Sermões Medievais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5752/P.2175-5841.2017v15n48p1274-1298

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Esta obra está licenciada sob uma Attribuiton 4.0 Internacional:  
Atribuição 4.0 Internacional (CC BY 4.0)

 

Redes Sociais:

 

 

Filiada: Apoio:

Logotipo do IBICT

 

 

 

Indexadores e Repositórios/Banco de dados:


Latindex Sumários de Revistas   Brasileiras



 

Presença em algumas bibliotecas no exterior: