Tempo do espírito e espírito do tempo: algumas observações mais ou menos intempestivas

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Léa Freitas Perez

Resumo

Este artigo corresponde a fala integral que foi apresentada na Mesa “Três olhares sobre o Tempo do Espírito”, no 29º Congresso Internacional da Sociedade de Teologia e Ciências da Religião - Tempos do espírito: inspiração e discernimento, que teve lugar em 13 julho de 2016, na PUC-Minas. Nele teço algumas observações mais ou menos intempestivas sobre as relações entre tempo do espírito e espírito do tempo, com vistas a pensar a religiosidade na contemporaneidade mais imediata. A partir de uma rápida visada no vocabulário técnico do tropo espírito a partir do modo como ele é tratado por Lalande em seu Vocabulaire technique et critique de la philosophie (1968), o texto dialoga,sobretudo a partir de Otávio Velho, notadamente com seu livro Mais realistas do que o rei: ocidentalismo, religião e modernidades alternativas (2007), com algumas facetas da religiosidade na contemporaneidade visando pensar as relações da religião com a cultura de consumo e a função comunicativa da religião em tempos de globalização, também tempos de comunicação generalizada, entre outras. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
PEREZ, L. F. Tempo do espírito e espírito do tempo: algumas observações mais ou menos intempestivas. HORIZONTE - Revista de Estudos de Teologia e Ciências da Religião, v. 16, n. 49, p. 356-378, 30 abr. 2018.
Seção
Comunicações/Papers-Communications
Biografia do Autor

Léa Freitas Perez, UFMG

Graduação em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1980), Mestrado em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1985) e Doutorado em Anthropologie Sociale et Ethnologie - Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales (1993). Atualmente é professor associado da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiência na área de Antropologia, com ênfase em Teoria Antropológica, História da Antropologia, Festa, Religião e Cidade. Coordenadora da Comissão de Ensino da ABA (2005-2008). Membro do Conselho Fiscal da ABA (2006-2008). É coordenadora do Centro de Estudos da Religião Pierre Sanchis. É vice-coordenadora da Comissão de Ensino e Ofício da ABA e membro do Conselho Fiscal da ANPOCS.