O vazio e a vontade de sentido: Uma análise da religiosidade pós-moderna

Alves,$space}Hélio
Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião, PUC Minas
abril, 2010
 

Resumo

A presente dissertação discute o sentido da vida e a religiosidade, tendo como referencial teórico o psiquiatra austríaco Viktor Emil Frankl. O método utilizado é a pesquisa teórica com fonte bibliográfica e seu objetivo é investigar de que forma a religiosidade pode ser um auxílio para o sujeito encontrar o sentido de sua existência. A dissertação apresenta os elementos caracterizadores da modernidade e as tentativas para explicar o fenômeno religioso no campo das ciências humanas. Descreve também a transição para a chamada pós-modernidade, com ênfase num quadro em que o vazio existencial tem imperado. Como possibilidade de sentido na pós-modernidade, apresenta-se a proposta frankliana que admite a religiosidade autêntica como meio do encontro do sentido da vida. Concluiu-se que a religiosidade autêntica, vivida em uma atmosfera de liberdade e responsabilidade constitui-se como elemento de prevenção contra o vazio existencial.