Crer e saber no Criticismo Kantiano: o sentido da religião moral e a expansão do conhecimento

Lopes,$space}José Ivan
Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião, PUC Minas
novembro, 2010
 

Resumo

Esta dissertação realizou um estudo acerca do crer e do saber, tomando como referencial teórico o Criticismo kantiano. Seu objetivo foi examinar a crença em sua aplicabilidade na recuperação do sentido da religião moral; tendo em vista os aspectos restritivos e expansivos do saber, coadunando na ideia de história e de sublime. Identificou ainda questões vinculantes à problemática central, tais como, liberdade e esperança. A primeira, por ser uma ideia transcendental essencial naquilo que se refere ao saber puro e prático e transcende a esfera da experiência, seu escopo ocorre na autonomia da vontade moral; já a segunda, por ser o mais genuíno desdobramento natural do crer e um pressuposto do saber. Por fim, se discorreu acerca do vínculo entre o agir moral e a crença e identificou que a busca da autonomia da obrigação e da moralidade kantianas, explicadas pela razão transcendental, passam pela ideia do Ser Supremo. A religião moral ou da razão é compreendida como um instrumento significativo e tem na religião seu referencial moral.