ESPIRITUALIDADE NO PROCESSO DE ADOECIMENTO E TERMINALIDADE

Coelho,$space}Maria Emídia de Melo
Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião, PUC Minas
março, 2011
 

Resumo

Esta dissertação teve como objetivo principal compreender a dimensão da
espiritualidade no processo de adoecimento e terminalidade, abordando a
relação entre o existir e o cuidado, utilizando-se para esse fim, uma pesquisa
de abordagem qualitativa e fenomenológica. Para fundamentar a análise,
buscou-se o aprofundamento dos princípios da filosofia de Cuidados Paliativos,
que visa uma assistência integral aos pacientes e familiares, diante de um
diagnóstico de doença incurável. Essa filosofia procura garantir um equilíbrio
nas tomadas de decisões, evitando a obstinação terapêutica diante da
terminalidade, reconhecendo a finitude humana e as limitações da ciência
médica, sem, entretanto, deixar de proporcionar todos os benefícios oferecidos
pelos avanços do conhecimento científico. A dimensão da espiritualidade, e
como ela tem sido abordada em pacientes atendidos por essa filosofia, tornouse
o principal foco desse estudo. A revisão da literatura investigou os conceitos
de espiritualidade, espírito, religião, religiosidade, de existência e do cuidado.
Na pesquisa empírica os dados foram coletados através da metodologia de
História Oral, com os familiares de pacientes hospitalizados e com os
profissionais de saúde que os acompanhavam. Essas narrativas foram
desdobradas em categorias e contextualizadas na expressão da espiritualidade
e do cuidado.