MODERNIDADE FILOSÓFICA E SUAS IMPLICAÇÕES NA RELAÇÃO DE TRANSCENDÊNCIA: Uma abordagem do pensamento de H. C. de Lima Vaz

Carneiro,$space}Analupe Bheatriz
Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião, PUC Minas
maio, 2011
 

Resumo

A modernidade se configura para Lima Vaz como o universo simbólico formado pela razão,
elaborada e codificada, na produção intelectual do Ocidente nos últimos quatro séculos. Na
dinâmica da modernidade aparecem diversos paradigmas que se tornam passíveis de serem
utilizados como objetos conceituais para um juízo e avaliação crítica de sua constituição.
Identificar esses paradigmas auxilia a tarefa de realizar uma descrição dos reflexos desses
mesmos paradigmas nas estruturas formadas pela cultura. Dentro os paradigmas que Lima
Vaz utilizou para conceber uma axiologia e uma fenomenologia da modernidade estava o
paradigma da Transcendência. Este estudo visa identificar os impactos teóricos e práticos do
fenômeno de civilização que se denominou Modernidade sobre a experiência de
transcendência do homem moderno, à luz do pensamento de Henrique Cláudio de Lima Vaz.
Na primeira parte apresentamos a concepção filosófica da categoria modernidade,
determinando os pressupostos e postulados nos quais ela se fundamenta. Na segunda parte
está descrita a compreensão antropológico-filosófica da categoria relação de transcendência.
A última parte pretende estabelecer as implicações decorrentes dos fundamentos filosóficos
da modernidade sobre a relação de transcendência do homem moderno.