O MAL EM PAUL RICOEUR: do mito adâmico ao empenho ético

Pereira,$space}Sandra Helena de Souza
Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião, PUC Minas
novembro, 2010
 

Resumo

A dissertação apresenta uma análise da reflexão sobre o mal com base no filósofo francês
Paul Ricoeur, que recorre à linguagem, ao símbolo e à hermenêutica para dizer da
manifestação do mal na realidade. Em um primeiro momento, busca-se salientar o ser humano
em sua finitude que, assim, se faz o palco da manifestação do mal. Num segundo momento,
ao se observar que a experiência do mal extrapola as argumentações racionais acerca de sua
origem, parte-se para o resgate da função simbólica dos mitos primários que falam do mal.
Aqui, o mito em evidência será o mito adâmico da queda, que revela a necessidade de se
reconhecer o símbolo como meio de compreender a realidade. O símbolo “dá o que pensar”.
No terceiro momento, constata-se que o significado simbólico da realidade possui uma
linguagem própria e que é preciso ser devidamente interpretada. Fazer uma hermenêutica do
sujeito e dos símbolos do mal contribui para o entendimento das implicações éticas que se
pautam pela busca da tomada de consciência de si. O sujeito é levado a reconhecer-se
destinado a uma vida boa com e para com os outros dentro de instituições justas e a interpretar
devidamente a presença do mal no viver humano. Desse modo, pensar o mal na atualidade se
desvela como uma ação pedagógica que contribui na formação do sujeito, pois o provoca a
integrar-se, a interpretar-se, a interagir com, a se responsabilizar por e com, a promover um
ethos justo e acolhedor na vivência do perdão, do respeito e da alteridade.


Licença Creative Commons Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Unported

Redes Sociais:

 

 

Filiada:                                         Apoio:

Logotipo do IBICT

 

 

Indexadores e Repositórios/Banco de dados:


Latindex Sumários de Revistas   Brasileiras



Presença em algumas bibliotecas no exterior: