AS CONEXÕES E A CIRCULAÇÃO DE LIVROS ENTRE AS ORDENS TERCEIRAS FRANCISCANAS NAS DUAS MARGENS DO ATLÂNTICO NO SÉCULO XVIII

Main Article Content

Juliana de Mello Moraes

Resumo

A grande produção e difusão dos livros religiosos durante a Idade Moderna denotaram a essa bibliografia papel relevante naquele período. Além da sua expressividade numérica, as obras religiosas indicavam um leque alargado de preocupações e intenções, visando atender a distintas situações e necessidades tanto dos membros da Igreja quanto dos fiéis. Essa literatura orientava, sobretudo, as práticas religiosas no interior das associações de leigos, tais como irmandades, confrarias e Ordens Terceiras, seja no Reino ou na América portuguesa. A partir do conceito de comunidade de interpretação, cunhado por Roger Chartier, verifica-se a relevância das obras impressas entre os irmãos terceiros franciscanos. Desse modo, a partir da leitura, transcrição paleográfica e análise da documentação produzida pelas Ordens Terceiras franciscanas de Braga (Portugal) e São Paulo (Brasil), ao longo do século XVIII, constatou-se a circularidade dos livros religiosos entre instituições congêneres, bem como os usos destinados a essas obras na conformação de ritos e práticas religiosas.

Article Details

Como Citar
MORAES, J. DE M. AS CONEXÕES E A CIRCULAÇÃO DE LIVROS ENTRE AS ORDENS TERCEIRAS FRANCISCANAS NAS DUAS MARGENS DO ATLÂNTICO NO SÉCULO XVIII. INTERAÇÕES, v. 14, n. 26, p. 261-274, 30 dez. 2019.
Seção
ARTIGOS
Biografia do Autor

Juliana de Mello Moraes, Universidade Regional de Blumenau (FURB)

Possui graduação (2000) e mestrado (2003) em História pela Universidade Federal do Paraná e doutorado (2010) em História pela Universidade do Minho, Portugal. Realizou estágio pós-doutoral (2014) na Universidade de Lisboa, com bolsa da Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT-Portugal). Atualmente é professora do quadro permanente da Universidade Regional de Blumenau (FURB). Tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil Colônia e Portugal (séculos XVII e XVIII), principalmente das instituições, sociabilidades e práticas religiosas e da indumentária na Idade Moderna.

Referências

ALGRANTI, Leila Mezan. Livros de devoção, atos de censura. Ensaios de História do livro e da leitura na América portuguesa (1750-1821). São Paulo: HUCITEC/FAPESP, 2004.

AOTSFB - ARQUIVO DA ORDEM TERCEIRA DE SÃO FRANCISCO DE BRAGA. Estatutos da Venerável Ordem Terceira da Cidade de Braga, 1742, fl. 19.

AOTSFB - ARQUIVO DA ORDEM TERCEIRA DE SÃO FRANCISCO DE BRAGA. Livro da despesa do síndico da ordem terceira de Braga, 1710-1760, fl. 5v.; 25.

AOTSFB - ARQUIVO DA ORDEM TERCEIRA DE SÃO FRANCISCO DE BRAGA. Livro da despesa do síndico da ordem terceira de Braga, 1760-1787, fl. 5v.-6; 39; 91; 107.

AOTSFB - ARQUIVO DA ORDEM TERCEIRA DE SÃO FRANCISCO DE BRAGA. Livro da Vezita Geral. [s. d. c], fl. 7-9.

AOTSFB - ARQUIVO DA ORDEM TERCEIRA DE SÃO FRANCISCO DE BRAGA. Livro de Termos 2, [s. d. a], fl. 63; 144.

AOTSFB - ARQUIVO DA ORDEM TERCEIRA DE SÃO FRANCISCO DE BRAGA. Livro do inventário geral dos bens imóveis desta venerável ordem, 1775, fl. 72.

AOTSFSP - ARQUIVO DA ORDEM TERCEIRA DE SÃO FRANCISCO DE SÃO PAULO. Livro das recepções, 1695, fl. 1.

AOTFSP. ARQUIVO DA ORDEM TERCEIRA DE SÃO FRANCISCO DE SÃO PAULO. Livro da formação do patrimônio da capela, [s. d. b], fl. 69v.

AOTFSP. ARQUIVO DA ORDEM TERCEIRA DE SÃO FRANCISCO DE SÃO PAULO. Livro II de termos, [s. d. d], fl. 62.

ARAÚJO, Maria Marta Lobo de. Dar aos pobres e emprestar a Deus: as Misericórdias de Vila Viçosa e Ponte de Lima (séculos XVI-XVIII). Barcelos: Santa Casa da Misericórdia de Vila Viçosa; Santa Casa da Misericórdia de Ponte de Lima, 2000, p. 303-304.

ARBIOL, Antonio. Los terceros hijos de el humano serafin: la Venebrable y Esclarecida Orden Tercera de Nuestro Serafico Patriarca San Francisco. Refierese sus gloriosos principios, regla; leyes, estatutos y Sagrados exercicios; sus frandes excelencias, indulgencias, y Privilegios Apostolicos y las vidas prodigiosas de sus principales santos y santas, para consuelo y aprovechamiento de sus amados hermanos. Zaragoza: Pedro Carreras, 1724.

BELLINI, Lígia. Cultura escrita, oralidade e gênero em conventos portugueses (séculos XVII e XVIII). Tempo, n. 29, 2010.

BLUTEAU, Raphael. Vocabulario portuguez & latino: aulico, anatomico, architectonico ... Coimbra: Collegio das Artes da Companhia de Jesus, 1712 - 1728. Disponível em: https://digital.bbm.usp.br/handle/bbm/5445. Acesso em: 27 dez. 2019.

CHARTIER, Roger. Leituras e leitores "populares" da Renascença ao Período Clássico. In: CAVALLO, Guglielmo; CHARTIER, Roger (orgs.). História da leitura no mundo ocidental. São Paulo: Editora Ática, 1999.

CHARTIER, Roger. Os desafios da escrita. São Paulo: Editora UNESP, 2002.

CHARTIER. Texto, impressão, leituras. In: HUNT, Lynn. A nova história cultural. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

DELGADO PAVÓN, María Dolores. La Venerable Orden Tercera de San Francisco en el Madrid del siglo XVII (Sociedad confesional, caridad y beneficiencia). 2007. 545 fl. Tese (Doctorado en Historia). Facultad de Filosofia y Letras, Universidad de Alcalá de Henares. Alcalá de Henares, 2007.

FERREIRA, Ana Cunha; CAPELA, José Viriato. Braga Triunfante ao tempo das memórias paroquiais de 1758. Braga: Compolito, 2002.

LUSTOSA, Oscar de Figueiredo. Situação religiosa da Capitania de São Paulo na palavra de seu bispo. D. Frei Manuel da Ressurreição. Revista de História. São Paulo: Universidade de São Paulo, n. 104, 1975.

MARCÍLIO, Maria Luiza. Crescimento demográfico e evolução agrária paulista 1700-1836. São Paulo: Hucitec, Eduspu, 2000.

NEVES, Lúcia M. Bastos Pereira das. Comércio de livros e censura de ideias: a atividade dos livreiros franceses no Brasil e a vigilância da mesa do Desembargo do Paço. Ler História. Lisboa, n. 23, 1992.

PALOMO, Federico. Cultura religiosa, comunicación y escrita en el mundo ibérico de la Edad Moderna. In: SERRANO MARTÍN, Eliseo (coord.). De la tierra al cielo: líneas recientes de investigación en Historia Moderna. Zaragoza: Institución Fernando el Católico/Universidad de Zaragoza, 2013.

PALOMO, Federico. Misioneros, libros y cultura escrita en Portugal y España durante el siglo XVII. In: CASTELNAU-L’ESTOILE, CH. de; COPETE, M. L., MALDAVSKY, A.; ŽUPANOV, I. G. (eds.). Missions d’évangélisation et circulation des savoirs (XVIe-XVIIIe siècle). Madrid: Collection dela Casa de Velázquez, 2011.

PEREIRA, Maria das Dores de Sousa. Entre ricos e pobres: a actuação da Santa Casa da Misericórdia de Ponte da Barca (1630-1800). Braga: Santa Casa da Misericórdia da Ponte da Barca, 2008.

RIBEIRO, Bartolomeu. Os terceiros franciscanos portugueses: sete séculos da sua história. Braga: Tipografia Missões Franciscanas, 1952.

SÃO FRANCISCO, Luís de. Que contem tudo o que toca a origem, regra, estatutos, cerimonias, privilégios, progressos da sagrada Ordem Terceira de nosso seraphico padre São Francisco. Lisboa: Oficina Miguel Deslandes, 1684.

SÃO LUIS, António de; MONTE OLIVETE, Manoel do. Regra dos Irmãos Terceiros da Sancta, & veneravel Ordem Terceira da Penitencia, que instituhio o Seraphico P. S. Francisco & decisoens e resoluçoens de alguas duvidas, sobre o estado da mesma Ordem Terceira. Lisboa: Oficina de João da Costa, 1669.

SÃO LUÍS, António. Regra dos irmãos seculares da Santa e Venerável Ordem Terceira da Penitência que instituiu o Seraphico padre São Francisco. Lisboa: Mathias Rodrigues, 1630.

VIEIRA, João de Seixas. Compêndio manual da sempre ilustre, venerável e seráfica Ordem Terceira da Penitência de São Francisco. Coimbra: Oficina de José Ferreira, 1688.

VILLALTA, Luiz Carlos. Os leitores e os usos dos livros na América portuguesa. In: ABREU, Márcia (org.). Leitura, história e história da leitura. São Paulo: FAPESP, 1999.

ZANON, Dalila. A ação dos Bispos e a orientação tridentina em São Paulo (1745-1796). 1999. 186 p. Dissertação (Mestrado em História). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1999.