A INTERPRETAÇÃO NA IGREJA ADVENTISTA BRASILEIRA DA TEOLOGIA ECUMÊNICA CONCILIAR o Vaticano II e o ecumenismo nas páginas da Revista Adventista (1962-1965)

Main Article Content

Kevin Willian Kossar Furtado

Resumo

A história da imprensa adventista brasileira começa com a publicação, em 1904, do primeiro periódico impresso em língua portuguesa da Igreja Adventista do Sétimo Dia (IASD), O arauto da verdade – surgimento que alguns estudiosos da história do adventismo no Brasil acreditam ocorrer em 1900. Em 1906, surge a então chamada Revista Trimensal, hoje, Revista Adventista, nome adotado em março de 1931. Na capa, ela passou a ser identificada como órgão oficial da Igreja brasileira dos adventistas do sétimo dia, designação que continuou até 1974. Considerada órgão geral da denominação em terras brasileiras desde 1975, a Revista Adventista tem por objetivo central noticiar os acontecimentos mais significativos do meio adventista e do cristianismo no Brasil e no mundo. A publicação conta com um acervo digital disponível na internet que abriga, na íntegra, todos os números do periódico, desde a sua primeira edição, em 1906 – de onde parte a pesquisa de fontes e análises expostas no presente texto, que aborda como a revista reportou a teologia ecumênica conciliar. Foram analisadas nove edições, publicadas entre 1962 e 1965 – os anos de realização de concílio –, em que os termos Concílio Vaticano II– e correlatos – e ecumenismo são encontrados. A pesquisa se justifica pelo ineditismo de uma investigação sobre a interpretação do concílio por um órgão da Igreja Adventista brasileira. O exame dos materiais selecionados foi realizado a partir dos conceitos de memória, condições de produção, paráfrase e polissemia da análise do discurso.

Article Details

Como Citar
FURTADO, K. W. K. A INTERPRETAÇÃO NA IGREJA ADVENTISTA BRASILEIRA DA TEOLOGIA ECUMÊNICA CONCILIAR. INTERAÇÕES, v. 14, n. 26, p. 275-296, 30 dez. 2019.
Seção
ARTIGOS
Biografia do Autor

Kevin Willian Kossar Furtado, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)

Doutorando em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Mestre em Ciências Sociais Aplicadas e bacharel em Jornalismo pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Editor associado da Caminhos de Diálogo - Revista Brasileira de Diálogo Ecumênico e Inter-religioso. Atua como professor substituto do Departamento de Jornalismo da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). O presente trabalho foi realizado com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) – código de financiamento 001. E-mail: kevin@aol.com.br

Referências

ASSOCIAÇÃO MINISTERIAL DA ASSOCIAÇÃO GERAL DOS ADVENTISTAS DO SÉTIMO DIA. Nisto cremos: as 28 crenças fundamentais da Igreja Adventista do Sétimo Dia. 9. ed. Tatuí: Casa Publicadora Brasileira, 2016.
BARAÚNA, Guilherme. A Igreja do Vaticano II. Petrópolis: Vozes, 1965.
BEACH, Bert B. A Igreja e o mundo. Revista Adventista, Santo André, ano 60, n. 7, p. 3-5, 34, jul. 1965.
BEACH, Bert B. A reforma do calendário e a Igreja católica. Revista Adventista, Santo André, ano 59, n. 6, p. 2-4, 6, jun. 1964.
CALVANI, Carlos Eduardo. 50 anos do Vaticano II – o impacto ecumênico e a curiosa atualização do princípio protestante em Lefebvre. Correlatio, São Bernardo do Campo, v. 14, n. 27, p. 111-124, jan./jun. 2015.
CHAGAS, Anísio. É chegado o tempo dos diáconos. Revista Adventista, Santo André, ano 60, n. 5, p. 7, 33, mai. 1965.
CONCÍLIO ECUMÊNICO VATICANO II. Gaudium et spes: constituição pastoral do Concílio Vaticano II sobre a Igreja no mundo de hoje. 17. ed. São Paulo: Paulinas, 2013.
CONGAR, Yves. Martin Lutero, la fede, la Riforma: studi di teologia storica. Bréscia: Morcelliana, 1984.
DE BENEDICTO, Marcos; BORGES, Michelson. Um século de história. Revista Adventista, Tatuí, ano 101, n. 1, p. 8-13, jan. 2006.
DUPUIS, Daniel Hammerly. Significativa declaração do Concílio Vaticano II. Revista Adventista, Santo André, ano 59, n. 3, p. 2-3, mar. 1964.
FURTADO, Kevin Willian Kossar. Adventistas: representações escatológico-sabático-dietéticas. São Paulo: Fonte Editorial, 2017.
KARRER, Otto et al. Visión católica de la herencia protestante. Madri: Ediciones Fax, 1963.
LESSA, Rubens. Começo humilde. Revista Adventista, Tatuí, ano 101, n. 1, p. 2, jan. 2006.
MELO, Jansen Racco Botelho de. A participação de teólogos não católicos como observadores no Concílio Vaticano II. Atualidade Teológica, Rio de Janeiro, v. 19, n. 50, p. 373-385, maio/ago. 2015.
MONTES, Adolfo Gonzales. Reforma luterana y tradición católica. Salamanca: Universidad Pontificia de Salamanca, 1987.
ORLANDI, Eni Puccinelli. Análise de discurso: princípios e procedimentos. 8. ed. Campinas: Pontes, 2009.
PÊCHEUX, Michel. Papel da memória. In: ACHARD, Pierre et al. Papel da memória. Campinas: Pontes, 1999.
REDAÇÃO. Concílio Vaticano II: clima de unificação. Revista Adventista, Santo André, ano 58, n. 6, p. 10-11, jun. 1963.
REVISTA ADVENTISTA. Acervo Revista Adventista. Casa Publicadora Brasileira, 2019. Disponível em: http://acervo.cpb.com.br/ra. Acesso em: 26 dez. 2019.
RODRIGUES, J. E. da Costa. Será possível a união com Roma? Revista Adventista, Santo André, ano 60, n. 6, p. 11-13, jun. 1965.
SCHEFFEL, Rubem M. A importância da imprensa. Revista Adventista, Tatuí, ano 101, n. 1, p. 16-17, jan. 2006.
SILVEIRA, Ajax W. Um só rebanho e um só pastor. Revista Adventista, Santo André, ano 60, n. 4, p. 9, abr. 1965.
TOBLER, Gustavo G. Nova atitude em relação à Bíblia. Revista Adventista, Santo André, ano 59, n. 11, p. 11-12, nov. 1964.
WALDVOGEL, Luiz. Concílio Vaticano II. Revista Adventista, Santo André, ano 58, n. 1, p. 2-3, 33, jan. 1963.
WHITE, Ellen G. O grande conflito. Silver Spring: Ellen G. White Estate, 2013.
WHITE, Ellen G. Testemunhos seletos. Silver Spring: Ellen G. White Estate, 2008. v. 2.
WICKS, Jared. Lutero e il suo patrimonio spirituale. Assis: Citadella Editrici, 1984.
ZAK, Ludomir. Interpretações evangélicas do Vaticano II: notas sobre uma recente publicação. Teocomunicação, Porto Alegre, v. 44, n. 2, p. 161-180, maio/ago. 2014.