JEROBOÃO I E OS REIS DE ISRAEL uma análise dos pressupostos epistemológicos da história deuteronomista

Main Article Content

Luiz José Dietrich
Marcus Vinícius de Souza Nunes

Resumo

O estudo apresenta o estado da questão da história deuteronomista na sua relação com o pecado de Jeroboão.  O objetivo é destacar o caráter ideológico dos textos na ótica judaísta. O método é analítico e parte da suspeita dos textos que foram escritos com uma ótica antipoliteísta e antissamaritana e, portanto, incapaz de assimilar o modo de produção de conhecimento da própria religião e do reino do norte.  Assim a fidelidade ao Deus único e ao seu lugar de culto são os critérios epistemológicos da história deuteronomista. Prevalece uma visão negativa dos reis de Israel. Eles fizeram o mal aos olhos do Senhor como fez Jeroboão. O confronto das avaliações do reino de Judá com as do reino de Israel revela pequenas, mas significativas, contradições. Há uma clara tendência de hostilizar Jeroboão como aquele que fez Israel pecar, enquanto apenas Davi é citado como exemplo positivo.

Article Details

Como Citar
ARTUSO, V.; DIETRICH, L. J.; NUNES, M. V. DE S. JEROBOÃO I E OS REIS DE ISRAEL. INTERAÇÕES, v. 15, n. 2, p. 410-429, 20 nov. 2020.
Seção
ARTIGOS
Biografia do Autor

Vicente Artuso, PUCPR

Doutor em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Brasil. Mestre em Ciências Bíblicas no Pontifício Instituto Bíblico de Roma, Itália. Professor do Programa de Pós Graduação em Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Brasil. ORCID: 0000-0003-3036-1774. E-mail:vicente.artuso@pucpr.br.

 

Luiz José Dietrich, PUC PR

Doutor e Mestre em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo, Brasil.  Professor do Programa de Pós Graduação em Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Brasil. ORCID: 0000-0002-3492-4872. E-mail: luiz.dietrich@pucpr.br.

 

Marcus Vinícius de Souza Nunes, Centro Universitário Claretiano - Curitiba PR

Mestre em Educação e mestrado em andamento em Filosofia pela  Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil. ORCID: 0000-0002-7340-4642. E-mail: marcus.snunes@gmail.com.

 

Referências

ADORNO, Theodor. Dialética Negativa. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

ADORNO, Theodor; HORKHEIMER, Max. Dialética do Esclarecimento. Rio de Janeiro: Zahar, 1985.

ARTUSO, Vicente. A revolta de Coré, Datã e Abirã. Análise Estilístico-narrativa e interpretação. São Paulo: Paulinas, 2008.

BALLARINI, Teodorico. Introdução à Bíblia, vol. II/2, Josué, Juízes, Samuel e Reis. Petrópolis: Vozes, 1976.

BALZARETTI, Claudio. Le storiografie della Bibbia. In: BORGONOVO, Gianantonio e collaboratori. Logos, corso di studi biblici 2, Torah e storiografie dell’antico testamento. Torino: Editrice ELLE DI CI: Torino, 2012.

BÍBLIA TEB. Tradução Ecumênica da Bíblia. São Paulo: Loyola, 1994.

CRB, (Conferência dos Religiosos do Brasil). A leitura Profética da História. In: Coleção Tua Palavra é Vida, vol. 3, São Paulo: Loyola, 1992.

DIETRICH, Luiz José. "Prostituta" ou "mulher sagrada"? A tradutologia de Antoine Berman e a tradução da Bíblia. In: Rev. Pistis & Praxis, Curitiba, v. 8, n. 1, p. 103-125, jan./abr., 2016.

DONNER, Herbert. História de Israel e dos povos vizinhos. Vol. II: Da época da divisão do reino até Alexandre Magno. Petrópolis/São Leopoldo: Vozes/Sinodal, 1997.

EISSFELDT, Otto. Introduzione all’Antico Testamento, vol. II. Brescia: Paidéia, 1980.

GRAY, John. I & II Kings. Old Testament Libery. London: SCM Press LTD, 1977.

KNAUF, Ernest Axel. 1-2 Reis. In: RÖMER, Thomas; MACCHI, Jean-Daniel; NIHAN, Christophe (orgs.) Antigo Testamento história, escritura e teologia. São Paulo, Loyola, 2010, p. 369-380.

KRAMER, Pedro. Origem e legislação do Deuteronômio. Programa de uma sociedade sem empobrecidos. São Paulo: Paulinas, 2006.

MYKYTIUK, Lawrence, Archaeology confirms 50 real people. In: Biblical Archaeology Review, March/April, 2014, Vol. 2, p. 42-50.

PAGANINI, Simone. Deuteronomio. Nuova versione, introduzione e commento. Milano: Paoline Editoriale Libri, 2011.

PIXLEY, Jorge. A História de Israel a partir dos pobres. Petrópolis: Vozes, 1990.

RAINER, Albertz. Historia de la religión de Israel en tiempos del Antiguo Testamento. Vol. 1. De los comienzos hasta el final de la monarquia. Madrid: Editorial Trotta, 1999.

ROBERT e FEUILLET, Introdução à Bíblia, Antigo Testamento, vol. I. São Paulo: Herder, 1967.

RÖMER, Thomas. A chamada história deuteronomista. Introdução sociológica, histórica e literária. Petrópolis: Vozes, 2008.

RÖMER, Thomas. A origem de Javé. O Deus de Israel e seu nome. São Paulo: Paulus, 2016.

ROSE, Martin. Deuteronômio. In: RÖMER, Thomas; MACCHI, Jean Daniel; NIHAN, Christophe. Antigo Testamento. História, escritura e teologia. São Paulo: Loyola, 2010, p. 260-279.

SANTOS, Boaventura de Sousa; MENESES, Maria Paula. Epistemologias do Sul. Coimbra: Edições Almedina, 2009.

SOGGIN, Alberto. Storia d’Israele. Brescia: Paidéia Editrice, 1984.

VAN SETERS, John. Em busca da História. Historiografia no Mundo Antigo e as origens da História Bíblica. São Paulo: EDUSP, 2008.

WEIPPERT, H. Die “deuteronomistichen” Beurteilungen der Könige von Israel und Juda und der problem das Redaktion der Köningsbücher. In: Bíblica, 53 (1952), 301-339.

WISEMAN, Donald J. 1 e 2Reis. Introdução e comentário. Série Cultura Bíblica, n. 9, São Paulo: Vida Nova, 2006.

WRIGHT, J. Edward; ELLIOTT, Mark. Israel and Judah under Assyria´s thumb. In: EBELING, Jennie; WRIGHT, J. Edward; ELLIOTT, Mark; FLESHER, Paul V. M. The Old Testament in Archaeology and History. Texas: Baylor University Press, 2017, p. 433-475.