TEOLOGIA POLÍTICA disciplina de estudos e pesquisas acerca da relação entre religião, teologia e política

Main Article Content

Douglas Ferreira Barros

Resumo

O artigo tem por objetivo justificar e avaliar a teologia política como disciplina de estudos e de pesquisas. Investigadores de várias áreas do saber, entre as quais as Ciências da(s) Religião(ões), têm debatido acerca da polissemia do conceito. Se observarmos publicações sobre o tema, a partir dos anos 1980, vê-se que teologia política se refere à interferência religiosa em temas de interesse público, que se trata do discurso sobre a autoridade política baseada na revelação divina, ou ainda se refere a um modo específico de compreender a influência da teologia no espaço público, entre outras abordagens. Assumiremos aqui a teologia política como disciplina de estudos que investiga e avalia o entrecruzamento, o inter-relacionamento e a influência mútuos da religião, da teologia e da política e suas consequências no espaço público. A metodologia adotada é a da interpretação textual de autores de áreas distintas: filosofia, teologia, ciências religião, religious studies, ciência política, história, entre outras. Para o fim aqui estabelecido, não temos a intenção de estabelecer juízo acerca de métodos específicos de que se valem os estudos nessas áreas. Debatemos a teologia política a partir de diferentes posições teórico-metodológicas analisando suas distintas concepções. Partiremos da hipótese de que a compreensão segundo uma divisão por gêneros e a posterior explicitação das filiações teóricas e repercussões no espaço público põem em destaque a teologia política como um campo de investigação indispensável para as áreas da(s) Ciência(s) da(s) religião(ões) e das humanidades na contemporaneidade.

Article Details

Como Citar
BARROS, D. F. TEOLOGIA POLÍTICA. INTERAÇÕES, v. 15, n. 1, p. 12-41, 10 jul. 2020.
Seção
ARTIGOS
Biografia do Autor

Douglas Ferreira Barros, Pontifícia Universidade Católica de Campinas - PUC-Campinas

Douglas F. Barros (Faculty Member) é Professor de Filosofia Social e Política da Faculdade de Filosofia e do corpo permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião na PUC-Campinas (Campinas-Brasil). Doutor em Filosofia pela Universidade de São Paulo. Número ORCID: 0000-0002-7030-1031. E-mail: douglasfbarros@gmail.com.

Referências

AGAMBEN, G. Opus Dei. São Paulo: Boitempo, 2013.
AGAMBEN, G. Homo sacer: o poder soberano e a vida nua. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002.
AGOSTINHO. A Cidade de Deus. Lisboa: Calouste Gulbenkian, 1996. Vol. I. L. VII. pp. 607-702.
ALMEIDA, L. T. de. O movimento fundamentalista nos Estados Unidos. In: ALMEIDA, L. T. (org.). Rostos do Fundamentalismo: abordagens histórico-críticas. São Paulo: Terceira Via, 2017.
ARENDT, H. O que é política? Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.
ASSMANN, J. Monotheismus als Politische Theologie. In: BROKOFF, J.; FOHRMANN, J. (HG.) Politische Theologie Formen und Funktionen im 20. Jahrhundert. Paderborn: Ferdinand Schöningh, 2003.
BARROS, D. F. Fundamentalismo religioso no Brasil contemporâneo e democracia em questão. In: ALMEIDA, L. T. (org.). Rostos do Fundamentalismo: abordagens histórico-críticas. São Paulo: Terceira Via, 2017.
BARTH, K. The Epistle to the Romans. Trans. Edwin Hoskyns. London: Oxford University Press, 1933.
BENHABIB, S. The return of political theology: the scarf affair in comparative constitutional perspective in France, Germany and Turkey. In: Philosophy & Social Criticism. v. 36, n. 3–4, 2010. p. 451-471.
BENJAMIN, W. Teses sobre o conceito de história. 1940. Trad. Sergio Paulo Rouanet. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/3957253/mod_resource/content/1/Teses%20sobre%20o%20conceito%20de%20hist%C3%B3ria%20%281%29.pdf. Acesso em: 02 jul. 2019.
BOFF, L. Igreja: carisma e poder. São Paulo: Ed. Ática, 1994.
CAMPOS, B. M. The Fundamentals: ontem, hoje e sempre. In: Protestantismo em Revista. São Leopoldo, v. 30, jan./abr. 2013, p. 124-141. Disponível em: http://periodicos.est.edu.br/index.php/nepp/article/viewArticle/668. Acesso em: 06 abr. 2020.
CAMPOS, B. M. A verdade ao pé da página: a Bíblia de Scofield e sua influência dispensacionalista no fundamentalismo protestante. In: ALMEIDA, L. T. (org.). Rostos do Fundamentalismo: abordagens histórico-críticas. São Paulo: Terceira Via, 2017.
CAVANAUGH, William T.; SCOTT, Peter M. The Wiley Blackwell Companion to Political Theology. Second Edition. Hoboken: Wiley Blackwell, 2019.
CAVANAUGH, William T.; BAYLEY, J. W.; HOVEY, C. (Ed.) Eerdmans Reader in Contemporary Political Theology. Cambridge: Wm. B. Eerdmans Publishing Company, 2012.
CELAM. Documentos Finales de Medellín. Disponível em: www.celam.org/doc_conferencias/Documento_Conclusivo_Medellin.pdf. Acesso em: 02 abr. 2020a.
CELAM. Documento de Puebla III Conferencia General del Episcopado Latinoamericano. Disponível em: http://www.celam.org/doc_conferencias/Documento_Conclusivo_Puebla.pdf. Acesso em: 03 abr. 2020b.
CELAM. Documento de Santo Domingo. Disponível em: https://celam.org/documentos/Documento_Conclusivo_Santo_Domingo.pdf. Acesso em: 04 abr. 2020c.
CERQUEIRA, R. Tea Party e a direita religiosa: as contradições do conservadorismo norte-americano. In: ALMEIDA, L. T. (org.). Rostos do Fundamentalismo: abordagens histórico-críticas. São Paulo: Terceira Via, 2017.
GAGNEBIN, J-M. Teologia e Messianismo no pensamento de W. Benjamin. In: Estudos Avançados. v. 13, n. 37, 1999. p. 191-206.
GUTIÉRREZ, G. Teologia da Libertação. São Paulo: Loyola, 2000.
GUTIÉRREZ, G. Teología de la liberacion. Salamanca: Ediciones Sígme, 1975.
HAMMILL, G.; LUPTON, J. R. (ed.). Political Theology and Early Modernity. Chicago: University of Chicago Press, 2012.
HERRERO, M. On Political Theology: the hidden dialogue between C. Schmitt and Ernst H. Kantorowicz in The King´s Two Bodies. In: History of European Ideas. v. 41, n. 08, 2015. p. 1164-1177.
KANTOROWICZ, E. Os dois corpos do rei. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.
KAHN, V. Political Theology and Liberal Culture: Strauss, Schmitt, Spinoza, and Arendt. In: HAMMILL, G. & REINHARD, L. (Ed.). Political theology and early modernity. Chicago: The University of Chicago Press, 2012. p. 23-48.
KESSLER, M. J. Political Theology for a Plural Age. New York: Oxford University Press, 2013. E-book.
LEFORT, C. Permanência do teológico-político? In: Pensando o político: ensaios sobre democracia, revolução e liberdade. São Paulo: Paz e Terra, 1991. p. 249-296.
LIBÂNIO, J. B. Gustavo Gutiérrez. Brescia: Morcelliana, 2000.
LIBÂNIO. Concílio Vaticano II: em busca de uma primeira compreensão. São Paulo: Ed. Loyola, 2005.
LILLA, M. The Stilborn God: religion, politics, and the modern West. New York: Random House Inc., 2008.
LLOYD, V. W. The Problem with Grace: Reconfiguring Political Theology. Stanford: Stanford University Press, 2011.
LOVIN, R. The Future of Political Theology: from Crisis to Pluralism. In: Political Theology for a Plural Age. New York: Oxford University Press, 2013.
MEIER, H. What Is Political Theology? In: Interpretation. v. 30, n. 01, 2002. p. 79-92.
METZ, J. B. The new political theology: status quaetionis. In: A Passion for God: the mystical-political dimension of Christianity. New York: Paulista Press, 1997.
METZ, J. B. La memoria passionis como categoria fundamental. In: Memoria passionais: una evocación provocadora en una sociedad pluralista. Santander: Salterrae, 2007. p. 246-251.
METZ, J. B. Theology in the New Paradigm. In: CAVANAUGH, W. T.; BAYLEY, J. W.; HOVEY, C. (Ed.). Eerdmans Reader in Contemporary Political Theology. Cambridge: Wm. B. Eerdmans Publishing Company, 2012. p. 316-327.
NANCY, J.-L. Church, State, Resistance. In: VRIES, H. de; SULLIVAN, Lawrence E. Political theologies: public religions in a post-secular world. New York: Fordham University Press, 2006.
NEWMAN, S. Political Theology: a critical introduction. Cambridge: Polity Press, 2019.
PALAVER, W.; OBERPRANTACHER, A.; REGENSBURGER, D. Politische Philosophie versus Politische Theologie?: Die frage der Gewalt im Spannungsfeld von Politik und Religion. Innsbruck: Innsbruck University Press, 2011.
POLÍBIO. The Histories. Trans. W. R. Paton. Cambridge: Harvard University Press, 2003.
RASCH, W. Messias oder Katechon? Carl Schmitts Stellung zur politischen Theologie. In: BROKOFF, J.; FOHRMANN, J. (HG.) Politische Theologie Formen und Funktionen im 20. Jahrhundert. Paderborn: Ferdinand Schöningh, 2003.
RASCH, W. Political theology and political form: power, contingency, authority, belief. In: Journal for Cultural Research. UK, v. 20, n. 3, 2016. p. 217–234. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/14797585.2016.1141830. Acesso em: 02 abr. 2020.
RASCHKE, C. A. Force of God: Political Theology and the Crisis of Liberal Democracy. New York: Columbia University Press, 2015. E-book.
SCATOLLA, M. Teologia Política. Lisboa: Edições 70, 2009.
SCHMITT, C. Political Theology. Chicago: University of Chicago Press, 1922-2005.

SINNER, Rudolf von. Teologia Pública no Brasil: um primeiro balanço. In: Perspectiva
Teológica. Belo Horizonte, ano 44, n. 122, p. 11-28, jan./abr. 2012. Disponível em:
http://faje.edu.br/periodicos/index.php/perspectiva/article/view/1589. Acesso em: 08 out. 2018.
SOBRINO, J. The central position of the reign of God in Liberation Theology. In.: CAVANAUGH, W. T.; BAYLEY, J. W.; HOVEY, C. (Ed.). Eerdmans Reader in Contemporary Political Theology. Cambridge: Wm. B. Eerdmans Publishing Company, 2012.
TAUBES, J. La Teologia Política de Pablo. Madrid: Editorial Trotta, 2007.
TAUBES, J. On the Symbolic Order of Modern Democracy. In: Confluence, an international Forum, v. 4, 1955. p. 57–71.
TEIXEIRA, F. Inculturação da fé e pluralismo religioso. 2006. Disponível em: https://www.missiologia.org.br/wp-content/uploads/cms_artigos_pdf_45.pdf. Acesso em: 02 abr. 2020.
TEIXEIRA, F. Teologia da Libertação: a contribuição mais original da América Latina para o mundo. In: Cadernos IHU Unisinos, São Leopoldo, n. 214, 2007. Disponível em: http://www.ihuonline.unisinos.br/media/pdf/IHUOnlineEdicao214.pdf. Acesso em: 01 abr. 2020.
TEIXEIRA, F. Teologia e Pluralismo Religioso. São Bernardo do Campus: Nhanduti Editora, 2012.
VRIES, H. de; SULLIVAN, L. E. Political Theologies: Public Religions in a Post-Secular World. New York: Fordham University Press, 2006.
WIRTH, L. A serviço de deus, que deus? Reflexões introdutórias sobre um tema urgente e atual: o fundamentalismo. In: ALMEIDA, L. T. de (org.). Rostos do Fundamentalismo: abordagens histórico-críticas. São Paulo: Terceira Via, 2017.