KIERKEGAARD E SCHILLER EM TEMOR E TREMOR

Main Article Content

Elisabete M. de Sousa

Resumo

Conhecedor da obra schilleriana, Kierkegaard oferece-nos em Temor e Tremor uma simbiose de vários conceitos estético-éticos determinados por Schiller que o pensador dinamarquês aplica às suas próprias conceções ético-religiosas suscitadas pela reflexão sobre a Aqedah. Trata-se dos conceitos de «graciosidade» e de «dignidade», tal como desenvolvidos no ensaio Anmut und Würde do filósofo, poeta, e dramaturgo alemão.

Article Details

Como Citar
DE SOUSA, E. M. KIERKEGAARD E SCHILLER EM TEMOR E TREMOR. INTERAÇÕES, v. 6, n. 10, p. 83-94, 11.
Seção
DOSSIÊ FILOSOFIA DA RELIGIÃO (I)
Biografia do Autor

Elisabete M. de Sousa, PUC Minas

Doutora em Teoria da Literatura pela Universidade de Lisboa. Investigadora principal no Centro
de Filosofia da Universidade de Lisboa nas áreas de Filosofia da Acção e dos Valores, e Estética.
Membro da equipa de tradução para as obras de S. Kierkegaard.