MATEMÁTICA MEDIEVAL: a emergência de uma teoria aritmética para razões

  • Oscar João Abdounur USP

Resumo

O presente texto tem como objetivo exibir algumas evidências do processo de aritmetização de razões na Idade Média e Renascimento, apresentando sinais da coexistência de tradições aritméticas e geométricas no tratamento de razões nesse período, bem como da forte tensão entre elas, caracterizando uma indeterminação nas estruturas associadas ao conceito de razão. Procura ressaltar o uso de razões em contextos musicais como um fator importante na permanência da tradição clássica e portanto da tensão mencionada, mas ao mesmo tempo desencadeador, através do problema da divisão do tom, do uso da tradição aritmética nesse mesmo contexto.

Palavras-chave: Matemática medieval. Música. Razões.

Biografia do Autor

Oscar João Abdounur, USP
Graduado em Engenharia Eletrônica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica; Mestre em Matemática pela Universidade de São Paulo; Doutoro em Educação pela Universidade de São Paulo; Pós-doutorado em História da Ciência no Max Planck Institut für Wissenschafts geschichte em Berlim. Professor associ-ado/livre-docente do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo. email: abdounur@ime.usp.br

Referências

CIRUELO, Pedro. Cursus Quatuor Mathematicarum Artium Libera-lium: Quas Recollegit Atque Correxit Magister Petro Ciruelus. Alcalá de Henares: Arnao Guillén de Brocar, 1526.

CURTZE, Ernst Ludwig Wilhelm Maximilian (Ed.) Der Algorismus Proportionum Des Nicolaus Oresme. Berlin: S. Calvary & Co, 1868.

DRAKE, Stillman. Medieval Ratio Theory Vs Compound Medicines in the Origins of Bradwardine's Rule. Isis, 64, p. 67-77, 1973.

ELLSWORTH, Oliver B. A Fourteenth-Century Proposal for Equal Temperament. Medieval and Renaissance Studies, 5, p. 445-453, 1974.

FOWLER, D. Logos (Ratio) and Analogon (Proportion). In: PLATO, Aristotle; EUCLID; PETITOT, J.; THOM, R., Archive for the History of Exact Sciences. Genève: Patiño, 1989. p. 444-472.

GOLDMAN, David Paul. Nicholas Cusanus Contribution to Music Theory. Rivista Internazionale di musica sacra, 10 (3-4), p. 308-38,1989.

GRANT, Edward (Hrsg.); ORESME, Nicole. De Proportionibus Proportionem and Ad Pauca Respicientes. Madison, London: Univ. of Wisconsin Press, 1966.

GROSHOLZ, Emily. Some Uses of Proportion in Newton's Principia, Book I: A Case Study in Applied Mathematics. Studies in history and philosophy of science, 18, p. 208-220, 1987.

HEATH, Thomas L. (ed.), EUCLID. The thirteen books of the Elements. New York: Dover, 1956. v. lII

KATZ, Victor J. A History of mathematics. An introduction. New York: Harper-Collins College Publishers, 1993.

PALISCA, Claude V. The Musica of Erasmus of Höritz. In: PALISCA, Claude. Studies in the History of Italian Music and Music Theory. Oxford: Clarendon Press, 1994. p.146-67.

PALISCA, Claude. Horocius, Erasmus. In: SADIE, Stanley. The New Grove Dictionary of Music and Musicians. London: Macmillan, Music-dictionaries; Sadie, Stanley, 1995. p. 696.

PEDEN, Alison M.. De Semitone: Some Medieval Exercises in Arithmetic. Studi Medievali, 35, p. 368-403, 1994.

SYLLA, Edith Dudley. Compounding Ratios. Bradwardine, Oresme, and the First Edition of Newton's Principia. In: MENDELSOHN, Everett. Transformation and Tradition in the Sciences. Essays in Honor of I. Bernard Cohen. Cambridge: Cambridge University Press, 1984. p. 11-43.

Publicado
30-08-2019
Seção
Artigos