CLASSIFICAÇÃO INTERNACIONAL DE FUNCIONALIDADE, INCAPACIDADE E SAÚDE - INSTRUMENTO DE EQUIDADE COMO JUSTIÇA SOCIAL NAS POLÍTICAS REDISTRIBUTIVAS

Mario Cesar Guimarães Battisti

Resumo


A CIF apresenta uma nova possibilidade de pensar a saúde e promove-la. Os conceitos de Funcionalidade e Incapacidade possibilitam ir além da visão já existente e mensurável da saúde, isto é, uma das mais conhecidas e antigas buscas da saúde é a de acrescentar anos à vida das pessoas. Um segundo e não menos conhecido objetivo da área é o seu aspecto mais pragmático, ou seja, acrescentar saúde à vida visando reduzir os episódios de doenças e, via de consequência, evitar a redução dos anos de vida. Todavia, o grande desafio de nosso século, e, ainda pouco explorado, é a busca de acrescentar vida aos anos e isto implica em minimizar incapacidades temporária ou permanentes e maximizar a funcionalidade das pessoas. Trata-se de buscar um superávit de funcionalidade sobre incapacidade, um saldo positivo de felicidade. De outro modo, a construção da economia da felicidade para uma sociedade do bem-estar. Contudo, uma sociedade que busca evoluir no conhecimento para a consecução desse objetivo deve, por seu turno, ultrapassar as formas autoritárias de produzir conhecimento em favor de um modelo mais democrático. Uma sociedade da economia da felicidade é uma sociedade aberta à crítica da razão, à refutação de suas próprias teorias visando apontar os seus erros potenciais.


Palavras-chave


Funcionalidade. Incapacidade. Economia da Felicidade. Bem-estar.

Texto completo:

PDF


Av. Dom José Gaspar, 500 • Prédio 6 • Fone: (31) 3319-4188

Coração Eucarístico • Belo Horizonte • Minas Gerais - Brasil

CEP.: 30535-901 • Cx. Postal: 2686

ISSN 2175-7003