A ludicidade como recurso de desenvolvimento nos pátios escolares

Izanara Camâra da Costa

Resumo


Por muito tempo o brincar nas escolas permaneceu ausente, pois não havia uma proposta pedagógica que incorporasse o lúdico como uma das principais perspectivas do trabalho infantil. Partindo desta realidade das escolas, o presente trabalho busca explicita a inexistência de espaços que pudessem ser utilizados pelos alunos para praticarem e desenvolverem atividades lúdicas de cunho favorável à aprendizagem. Esses fatores nos levam a pensar nas práticas dos professores, que por muito tempo acreditavam que tais problemas na escola se davam pela má elaboração de atividades, que não davam oportunidades para as crianças brincarem e desenvolverem seu cognitivo. Hoje essa realidade mudou, não tão significativamente, mas de uma forma que os profissionais da educação infantil já estão dando o devido valor ao brincar. Os professores, pouco a pouco estão buscando conhecimentos e se enchendo de experiências para elucidar o brincar e manuseá-lo de forma a contribuir para a construção do aprendizado da criança. Sendo assim, precisamos atentar para a necessidade de ver o espaço do recreio de uma forma mais lúdica, nesse sentido devemos buscar praticas e atividades significativas, para preencher esses momentos de forma que eles sejam aproveitados pelas crianças.

 

 


Palavras-chave


Ludicidade – Brincar – Recreio.

Texto completo:

PDF


Av. Dom José Gaspar, 500 • Prédio 6 • Fone: (31) 3319-4188

Coração Eucarístico • Belo Horizonte • Minas Gerais - Brasil

CEP.: 30535-901 • Cx. Postal: 2686

ISSN 2175-7003