Ética, Racionalidade e Dilemas Morais: o remate da convolutosa sistemática ametódica da Bioética

  • Luiz Augusto Lima de Ávila PUC Minas
  • Fábio de Oliveira Aquino Faculdade Geremário Dantas
Palavras-chave: Ética, Racionalidade, dilemas morais, Bioética, O gato de Schrödinger, Interação, Medida.

Resumo

A ética, a racionalidade e os dilemas Morais como base fundamental para o remate da convolutosa sistemática ametódica da Bioética estão implicados com o paradoxo que, nominado de o "gato de Schrödinger" ou princípio da incerteza, decorre de um célebre experimento imaginário proposto pelo físico Erwin Schrödinger em 1937, para ilustrar as diferenças entre interação e medida no campo da mecânica quântica. Assim como ocorre com a ética e com os dilemas morais, implicados com o argumento que coloca o adversário entre duas proposições opostas, contrárias ou contraditórias, o paradoxo ou princípio da incerteza diz respeito à dificuldade que temos em observar e medir o comportamento humano. A equação matemática implicada com o gato ser, simultaneamente, vivo e morto ou nem vivo e nem morto demonstra dois universos contrários, contraditórios e mutuamente excludentes. Ou seja, um só gato e um só corpo não podem existir, vivo e morto, nem vivo e nem morto, ao mesmo tempo e no mesmo espaço que o outro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Augusto Lima de Ávila, PUC Minas
Doutorado em Linguística e Língua Portuguesa pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2010). Mestrado em Teoria do Direito (2004) e Mestrado em Direito Internacional e Comunitário (2000) pelo Programa de Pós-Graduação em Direito da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.
Fábio de Oliveira Aquino, Faculdade Geremário Dantas
Mestrado em Gestão da Tecnologia e Inovação em Saúde pelo Instituto de Ensino e Pesquisa Sírio Libanês, Brasil(2014)
Professor convidade da Faculdade Geremário Dantas , Brasil
Publicado
09-12-2015