A interdisciplinaridade como integração do conhecimento: superando a fragmentação do saber

Ludmila de Almeida Freire, Ronaldo de Souza Almeida

Resumo


Este artigo tem por objetivo discutir algumas contribuições teóricas em torno do conceito de Interdisciplinaridade para a formação de professores no Brasil. Desse modo, dividimos nossa discussão em três subtópicos que melhor encadeiam nossa análise: no primeiro deles promovemos um breve remonte histórico, situando algumas noções sobre Interdisciplinaridade ao longo do processo de evolução do conhecimento. Em seguida oferecemos uma exposição sobre como a Interdisciplinaridade, enquanto categoria teórico-prática, adentrou o campo das discussões no nosso país, especialmente a partir dos estudos de Hilton Japiassu e Ivani Fazenda, considerados os dois principais expoentes que se dedicaram a essa temática no Brasil, nas últimas décadas. Na finalização do artigo levantaremos algumas questões sobre os limites e possibilidades da perspectiva interdisciplinar junto à formação de professores. Concluímos que constitui-se como uma das principais dificuldades da implementação da abordagem interdisciplinar, nos cursos de formação docente, a postura engessada de formadores e licenciandos, fruto da escolarização tradicional que receberam ou de preconceitos cristalizados pela disputa de campo. Essa postura só pode ser superada gradativamente, se existir abertura ao novo, ao desconhecido; a partir de vivências dialógicas, na interação entre humanos, numa perspectiva holística

Palavras-chave


Conhecimento. Interdisciplinaridade. Formação de Professores.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Esta obra está licenciada sob uma Creative Commons Attribution 4.0 International license.

 

Redes Sociais:

Filiada:

 

Indexadores:

 



 

 

Apoio:

 

 

Logotipo do IBICT