A presença da mulher na atuação profissional da contabilidade

  • Josmária Lima Ribeiro de Oliveira
  • Daniele Miranda Martins
  • Sabrine Izabela Neves
  • Valéria Vieira Sturzeneker

Resumo

O estudo sobre a presença da mulher do mercado de trabalho possibilita discussões relevantes para o cenário profissional na área contábil. A constatação da feminilização oportuniza o aprofundamento de abordagens sobre as transformações de significado e valor social de uma profissão, e estende o olhar para a feminização. Tida como uma profissão que demanda o credenciamento e que recentemente tem vivenciado significativas transformações pela transformação digital no processo de trabalho, os contadores ainda são identificados como um grupo profissional que possui uma estrutura de poder capaz de exercer controle sobre os novos entrantes. Por assim ser, para um profissional atuar no mercado formal de trabalho é preconizado o credenciamento, via aceite dos pares a partir da formação e da aprovação do Exame de Suficiência. Apesar do cenário aparentemente restritivo, dados do Conselho Federal de Contabilidade e da Relação Anual de Informações permitiram constatar que a presença da mulher é crescente na profissão contábil. Para a abordagem metodológica da pesquisa procedeu-se a análise exploratória de dados, com abordagem descritiva e quantitativa pela série de dados anuais, composta para a leitura por painel. Ao considerar o perfil do emprego e as perspectivas de carreira profissional o artigo registra o crescimento da presença feminina nos cargos de contadores, auditores e peritos; técnicos em contabilidade; e auxiliares da contabilidade com menção a renda e ao tipo de vínculo por porte da empresa e subsetor do IBGE. Tais constatações permitem afirmar que paralelo ao aumento da presença feminina na classe, ocorreu a manutenção do crescimento da renda média - percepção de reconhecimento do profissional, e a estabilidade obtida a partir da leitura sobre a qualidade do vínculo empregatício, apesar de ainda existir a distinção salarial.

Publicado
18-11-2019
Seção
DOSSIÊ: MULHERES NA VIDA ECONÔMICO-SOCIAL, NA VIDA ACADÊMICA E NAS ORGANIZAÇÕES