Representações sobre o feminino e o masculino em gibis da “Turma da Mônica”

  • Alexandre Eustáquio Teixeira

Resumo

Trata-se de um trabalho de análise exploratória e qualitativa de representações de gênero identificados em uma amostra não probabilística de Gibis da Mônica, do Cebolinha, do Cascão e da Magali, produzidos pelos estúdios Maurício de Souza e publicados entre os anos de 1991 e 2009. Procurou-se demonstrar que, apesar de alguns personagens supostamente apresentarem algumas características de gênero que seriam divergentes dos padrões hegemônicos, os gibis analisados representam homens e mulheres (adultos ou crianças) com características físicas e comportamentais bem marcadas e hierarquizadas. Essas representações reproduzem concepções essencialistas das identidades de gênero e pressupõem diferenças que seriam inatas entre homens e mulheres e uma heterossexualidade compulsória. Esse trabalho se soma a outros, nos esforços de compreender as permanências de sistemas representacionais sobre o feminino e o masculino, em um segmento específico da indústria cultural brasileira, em um período de importantes avanços nas políticas de identidades e sociais para a mulheres no país.

Publicado
18-11-2019
Seção
DOSSIÊ: MULHERES NA VIDA ECONÔMICO-SOCIAL, NA VIDA ACADÊMICA E NAS ORGANIZAÇÕES