ENTRE A LITERATURA E A FILOSOFIA: o saber alegórico nos espaços de “A caverna”, de José Saramago

  • Vanessa Cardozo Brandão

Resumo

Com base na referência à alegoria da caverna de Platão, no romance A caverna, de José Saramago, esse trabalho realiza uma leitura entre a literatura e a filosofia. Parte-se de uma análise do espaço – Centro, olaria e espaços intermediários – como estratégia autoral para apresentação do embate entre essência e aparência, presente em toda a obra. Para discutir a(s) posição(ões) do autor, recorre-se à relação entre espaço, saber e poder em Foucault, e ainda a articulações com a filosofia de Deleuze, em sua “reversão ao platonismo”. Percebendo a articulação dessas estratégias pela voz autoral, a análise busca perceber o projeto empenhado de literatura de Saramago, de uma ficção que se constitui espaço de questionamento do homem no mundo.

Publicado
27-11-2020
Seção
DOSSIÊ: ARTE E CIÊNCIA - INFINITAS POSSIBILIDADES DE DIÁLOGO