A DINÂMICA DOS SETORES INDUSTRIAIS E DE SERVIÇOS NO BRASIL

  • Sabrina Caldeira dos Santos Silva
  • Raquel Fasoli

Resumo

O objetivo geral do artigo é avaliar o desempenho da indústria no Brasil a partir de 1990, com ênfase na queda da sua participação no PIB e no crescimento do setor de serviços. Em termos metodológicos, será feita uma análise da trajetória dos setores abordados, utilizando dados obtidos do IBGE e do IPEA DATA a respeito da evolução do valor da produção sobre o PIB, número de empresas, pessoal ocupado, salários, produtividade do trabalho e receitas nos setores industrial e de serviços. A revisão da literatura abordará uma vasta e selecionada bibliografia, a fim de contribuir a outros trabalhos que necessitem de orientação sobre a história da ascensão e queda do setor industrial brasileiro. Busca-se analisar os primórdios do processo de industrialização a partir de 1930, o impacto da abertura comercial de 1990 para a produção industrial, as tentativas de recuperação na década de 2000 e compreender os aspectos fundamentais do avanço das atividades de serviço e o seu papel importante no desenvolvimento econômico. O setor de serviços cresce como uma alternativa para superar o atual quadro de desemprego gerado pela indústria, além de servir de suporte para outros setores, mas para alguns autores é um setor pouco dinâmico. Os resultados visam demonstrar os impactos do aumento da participação de um setor menos dinâmico na economia e a relação desse com a produtividade e receita industrial, bem como os desafios gerados pela crise do COVID-19.

Publicado
28-11-2020
Seção
SEÇÃO DISCENTE - TEMÁTICA LIVRE