VAMOS RODAR O BAMBOLÊ? O corpo e o lazer na contemporaneidade

  • Érica Silva Fróis
  • Thauany dos Santos Costa

Resumo

Você já rodou o bambolê hoje? A proposta de escrita desse artigo é a de realizar um convite ao leitor para uma reflexão sobre o corpo e o lazer na contemporaneidade. Mas de qual corpo falamos? Trata-se não apenas dessa massa muscular, tendões e nervos, mas de toda essa forma senso-motora, perceptiva, encarnada de códigos e símbolos que nos constitui. Você é o seu corpo. O que você sente, pensa, como você se comunica e como faz contato com os outros. Como o seu corpo se organiza no tempo e no espaço? Quais as atividades que o seu corpo se apraze em fazer e quais outras se vê impelido a fazer? Em quais direções estão o trabalho e o lazer? Promovem a saúde ou concorrem com ela? Reflexões que nos permitem tecer um diálogo sobre a corporeidade, as noções de tempo e espaço e o lazer. ‘Rodar o bambolê’ é um convite que nos chama a essa reflexão sobre o tempo e os espaços de lazer nos quais nosso corpo se apresenta. O tempo e o espaço para o lazer e a ‘falta’ deles nos possibilitam reflexões sobre o homem contemporâneo que, à luz de uma realidade pandêmica busca novos parâmetros para pensar em saúde. Nessa medida, buscamos proporcionar reflexões sobre a dinâmica psicomotora do homem e suas relações com o lazer na contemporaneidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
29-11-2021
Seção
DOSSIÊ: ALÉM DO TRABALHO: LAZER, ENTRETENIMENTO, ESPORTE, DIVERSÃO E REPOUSO!