ENTRE POUSOS E DECOLAGENS: UMA ANÁLISE DO TRABALHO DOS PILOTOS DE HELICÓPTERO, A PARTIR DA ERGOLOGIA

Denísia Ferreira Oliveira, Mara Marçal Sales

Resumo


Este estudo teve como objetivo conhecer, na perspectiva dos pilotos, como é o exercício da atividade de segurança pública daqueles que atuam embarcados em aeronaves de asas rotativas e compreender eventuais situações que podem contribuir para a ocorrência de acidentes aeronáuticos envolvendo esses profissionais. Para discutir a temática foram utilizados, dentre outros autores, Schwartz (2004; 2011), Durrive e Schwartz (2008) e Brito (2006; 2008). A realização desta pesquisa baseou-se em uma abordagem qualitativa. Foram realizadas sete entrevistas com pilotos comandantes de aeronave. Após a coleta dos dados foi feita sua análise a partir da Ergologia. O trabalho dos pilotos de helicóptero de segurança pública inclui a realização de ações tanto de intervenção em ocorrências policiais quanto de meio ambiente, resgate de pessoas e traslado de autoridades. Cada uma dessas atividades requer um planejamento e uma forma de ação diferenciada. Embora haja uma forma de prescrição – os chamados Procedimentos Operacionais Padronizados - os entrevistados apontam que a execução prática, muitas vezes, pode requerer um novo planejamento. Os treinamentos desenvolvidos visam minimizar as dificuldades técnicas, contudo os fatores pessoais e os valores que são levados em conta quando da decisão final no cenário de atuação não podem ser treinados, cabendo a cada um dos pilotos, individualmente, gerir suas decisões. Nesse sentido, emerge a Ergologia como uma possibilidade de reflexão sobre os saberes normatizados e a experiência daqueles que, de fato, vivenciam as situações reais de pilotagem e são constantemente convocados a realizarem processos de renormatizações. Esta pesquisa é uma iniciativa que visa contribuir para o desenvolvimento da reflexão sobre os aportes que a Psicologia pode apresentar para a atividade de pilotagem, de forma a possibilitar um maior diálogo entre os processos estabelecidos (normas antecedentes) e as ações práticas (renormatizações).


Palavras-chave


Ergologia; Pilotagem; Polícia Militar; Renormatização

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.