ACOLHIMENTO AMBULATORIAL A PORTADORES DE DOENÇA CRÔNICA NA FUNDAÇÃO HEMOMINAS: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Luana Vieira da Silva, Lúcia Efigênia Gonçalves Nunes

Resumo


Este artigo consiste no relato de experiência de uma prática de estágio curricular supervisionado realizado no segundo semestre de 2014 no ambulatório da Fundação Hemominas. Objetivou-se refletir a prática de acolhimento desenvolvida no ambulatório, apontando os aprendizados, desafios e potencialidades vivenciados no estágio de psicologia. A metodologia utilizada foi revisão bibliográfica, sustentada na teoria psicanalítica, como também alguns fragmentos de casos atendidos no ambulatório, em especial pessoas com doença falciforme e hemofília, patologias atendidas nesta instituição de referência. Para a escuta clínica foram usados recursos lúdicos com o público infanto-juvenil. Os resultados evidenciaram as marcas que o corpo do paciente porta, como úlceras de perna, icterícia, outros, como também na vida psíquica dos mesmos, como inibição, angústia, outros. O acolhimento como integrante da atenção humanizada, que contempla e valoriza a dimensão subjetiva, e a escuta clínica como espaço de fala, rememorações, sentimentos e fantasias relacionadas ao adoecimento em suas questões subjetivas. A prática no ambulatório sustentada pelo viés psicanalítico mostrou-se primordial, pois ao abordar o sujeito, o foco foi escutá-lo para além dos contornos patológicos, colaborando também para a humanização do atendimento. A escuta sustentada pela teoria psicanalítica, buscou lançar o sujeito em um processo reflexivo de questões, enigmas, com possibilidades de trabalho psíquico posterior. Conclui-se que o acolhimento/escuta pode promover ganhos terapêuticos para os pacientes dando voz a ele, considerando sua subjetividade, possibilitando construir um saber sobre si.

Palavras-chave


Acolhimento; Humanização; Escuta Clínica; Fundação Hemominas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas

Licença Creative CommonsEsta obra está protegida com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Esta obra está bajo una Licencia Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.
SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar