Função materna no contexto da prematuridade: uma revisão da literatura psicanalítica

  • Paula de Paula Fernandes Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Milena da Rosa Silva Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: função materna, prematuridade, relação mãe-bebê

Resumo

A psicanálise considera a função materna como sendo de extrema importância para o desenvolvimento da criança. No entanto, tal função pode se tornar dificultada pelo contexto que envolve o nascimento pré-termo do bebê. O objetivo do presente trabalho foi realizar uma revisão da literatura psicanalítica acerca do conceito de função materna. Ademais, revisou-se sobre as especificidades da relação entre a função materna e o nascimento pré-termo do bebê. Foram utilizados para tanto autores clássicos e contemporâneos. A fim de ilustrar a discussão teórica, o trabalho conta com pequenas vinhetas de dois casos acompanhados em uma UTI neonatal. São elaboradas reflexões sobre como a prematuridade do bebê pode influenciar as primeiras relações entre díade que se encontra em tal situação. Considera-se que tais perguntas acerca do tema podem ajudar pensar sobre possíveis intervenções para que, apesar da condição de prematuridade, mãe e bebê possam se encontrar da melhor forma possível.

Biografia do Autor

Paula de Paula Fernandes, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Mestranda em Psicologia do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Milena da Rosa Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Professora do Departamento de Psicanálise e Psicopatologia e do PPG em Psicanálise: Clínica e Cultura, Instituto de Psicologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Publicado
12-12-2019
Seção
Artigos / Articles / Artículos