O sentimento de culpa em Freud: entre a angústia e o desejo.

  • Davidson Sepini Gonçalves Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Palavras-chave: Sentimento de culpa, complexo de Édipo, Freud

Resumo

O sentimento de culpa foi tratado por Freud com grande propriedade. Destacado como o grande problema do desenvolvimento da civilização e como atributo do inconsciente que se articula com a angústia, a culpa parece estar verdadeiramente presente na estrutura do desejo humano. Ela se manifesta de múltiplas formas, que vão do remorso – o próprio Freud menciona o remorso que sentiu pela morte do irmão – à neurose, tornando-se um problema de difícil solução. Este artigo pretende pensar a culpa em Freud a partir do Complexo de Édipo, visto aqui como fonte desse sentimento e posteriormente na formação do supereu, momento em que se aproximam culpa e angústia. Sem a pretensão de esgotar o assunto, espera contribuir para o entendimento desse importante sentimento que frequentemente aflora na clínica psicanalítica.

Biografia do Autor

Davidson Sepini Gonçalves, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Doutorando em Educação pela UNESP Rio Claro, Mestre em Filosofia pela PUC Campinas, Psicólogo e Filósofo pela PUC Minas, Prof. de Psicanálise, Filosofia e Cutura Religiosa na PUC Minas campus Poços de Caldas.
Publicado
12-12-2019
Seção
Artigos / Articles / Artículos