Tecnologia do apoio e democratização na gestão do sistema único de saúde: reverberações da análise institucional no campo da saúde coletiva

  • Carolina Eidelwein
  • Simone Mainieri Paulon

Resumo

O presente trabalho apresenta uma investigação acerca dos processos, em curso no país, de institucionalização da metodologia do apoio no Sistema Único de Saúde – SUS. Na composição de diferentes arranjos constitutivos de práticas de apoio no campo da Saúde Coletiva, despontam diversos pontos de aproximação e rupturas com o referencial da Análise Institucional Socioanalítica. O modo como essa abordagem institucionalista tem subsidiado teórica e metodologicamente as práticas de apoio no SUS, com ênfase nas contribuições trazidas ao debate da democratização dos processos de trabalho nesse campo, são o mote deste artigo. Ao final, aponta-se o caráter de inacabamento do apoio como potência constitutiva dessa tecnologia relacional no âmbito da Saúde Coletiva. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carolina Eidelwein

Mestre em Psicologia Social e Institucional (UFRGS) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul/Escola de Saúde Pública SES-RS.

Simone Mainieri Paulon
Doutora em Psicologia Clínica (PUC SP), Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Publicado
12-12-2017
Seção
Dossiê - Psicossociologia do Trabalho