Tramas da Psicologia da Saúde no Brasil: uma análise com ferramentas da Teoria Ator-Rede

  • Maria Eugênia Costa Machado Centro Universitário de Belo Horizonte - UniBH
  • Luciana Kind Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Palavras-chave: psicologia da saúde, teoria ator-rede, ciência

Resumo

Esse artigo apresenta um estudo sobre a constituição da Psicologia da Saúde no Brasil por meio de ferramentas teórico-metodológicas da Teoria Ator-Rede. Como recurso metodológico, foram investigados os programas de pós-graduação no Brasil em Psicologia da Saúde e a Associação Brasileira de Psicologia da Saúde. Buscou-se, ainda, apresentar e discutir o modo como a Psicologia da Saúde aparece nas produções desenvolvidas nos programas de pós-graduação. O estudo mostra que a Psicologia da Saúde no Brasil tem se configurado como subcampo. Nos diferentes lugares investigados por essa pesquisa foram encontradas formas distintas de configuração da Psicologia da Saúde, as quais estão permeadas de controvérsias, debates e disputas. O estudo evidencia pontos de convergências que sinalizam para uma singularidade, em especial a questão da interdisciplinaridade, a busca do status de cientificidade, a construção de redes de associações e o enfoque na prevenção e promoção da saúde.

Biografia do Autor

Maria Eugênia Costa Machado, Centro Universitário de Belo Horizonte - UniBH
Coordenadora do curso de Psicologia do Centro Universitário de Belo Horizonte - UniBH. Doutora em Psicologia pela PUC - Minas.
Luciana Kind, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Publicado
12-12-2019
Seção
Artigos / Articles / Artículos