A PROBLEMÁTICA DA POBREZA NOS ACOLHIMENTOS REALIZADOS NOS SERVIÇOS DE ACOLHIMENTO INSTITUCIONAL PARA CRIANÇAS E ADOLESCENTES E OS DESAFIOS PARA A ATUAÇÃO DO PSICÓLOGO

  • Antônio Euzébios Filho
  • Renato Ramos
Palavras-chave: pobreza, acolhimento, adolescentes, crianças, psicologia

Resumo

Este artigo analisa a relação da pobreza com os motivos de acolhimento de crianças e adolescentes registrados pelos Serviços de Acolhimento Institucional para Crianças e Adolescentes (SAICA). Para isso, foram analisados dados apresentados por duas pesquisas: O direito à convivência familiar e comunitária: os abrigos para crianças e adolescentes no Brasil, publicado em 2004, e Levantamento nacional de crianças e adolescentes em serviços de acolhimento institucional, publicado em 2013. A comparação dessas pesquisas mostra caminhos opostos: enquanto a primeira considera que a pobreza contribui para diversos motivos de acolhimento institucional, dentre eles, a negligência familiar, na última, a pobreza não é significativamente considerada, principalmente nos casos de negligência e abandono. Assim, responsabiliza exclusivamente as famílias ao mesmo tempo que atenua a função do Estado na produção da pobreza. Este cenário traz desafios para o trabalho do psicólogo e reforça a importância de uma atuação implicada com aspectos sociais e políticos.

Palavras-chave: Pobreza; Acolhimento; Crianças; Adolescentes; Psicologia.

Publicado
20-05-2020
Seção
Dossiê Psicologia Sócio-histórica