UMA EXPERIÊNCIA CLÍNICA NO COURTIL: UMA INSTITUIÇÃO ORIENTADA PELA PRÁTICA ENTRE VÁRIOS

  • Poliane Paula Ferreira Azevedo PUC Minas
Palavras-chave: Psicanálise. Instituição. Autismo. Psicose. Estágio.

Resumo

Este artigo apresenta uma reflexão baseada numa experiência clínica como estagiária em uma instituição belga, denominada Le Courtil, que acolhe crianças e jovens autistas, psicóticos e neuróticos em estado grave. O trabalho do Le Courtil consiste na prática entre vários, que tem a reunião clínica como um dispositivo para elaborar os casos, um a um, e os profissionais que ali atuam visam a abrir para o sujeito a possibilidade de inventar sua própria resposta ao seu sofrimento. Há também um compromisso dessa instituição com a transmissão, por meio de seminários, apresentação de casos e acolhimento aos estagiários. Neste artigo, será realizada a exposição do Courtil e a fundamentação teórica da prática nessa instituição, bem como uma apresentação de recortes da experiência clínica, na qual se ilustrará o trabalho realizado nesse contexto institucional.

Biografia do Autor

Poliane Paula Ferreira Azevedo, PUC Minas

Especialista em Abordagem Psicanalítica do Autismo e Suas Conexões (Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas, Instituto de Educação Continuada – IEC), psicóloga.

Publicado
29-09-2020
Seção
Dossiê Autismo e Psicanálise