A representação literária da identidade na literatura moçambicana: Craveirinha

  • Gilberto Matusse Universidade Eduardo Mondlane - Moçambique
Palavras-chave: Literatura moçambicana, Xigubo, José Craveirinha, Identidade literária nacional,

Resumo

O surgimento em condições de "semiose colonial" relega a Literatura Moçambicana escrita em língua portuguesa para um estatuto de manifestação cultural periférica, do qual surge uma necessidade de ruptura com a cultura metropolitana de referência e de afirmação de uma identidade própria. Não havendo em Moçambique uma tradição literária escrita que sirva de base para esta afirmação, é em modelos estrangeiros que a literatura moçambicana busca as estratégias textuais para, literariamente, construir os signos da identidade literária nacional. Nesse texto abordaremos a forma como modelos literários alienígenas são utilizados (assimilados, transformados, subvertidos) pelo escritor José Craveirinha como representações da moçambicanidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARTHES, Roland. L'effet de réel. In: BARTHES, Roland. Litérature et realité. Paris: Seuil, 1982.

CRAVEIRINHA, José. Xigubo. Lisboa: Ed. 70, 1980.

HEDGES, David. Educação missões e ideologia política da assimilação. 1930-60. Cadernos de História, n. 1, Maputo, Jun. 1985.

LEITE, Ana Mafalda. A poética de José Craveirinha. Lisboa: Vega, 1991.

MIGNOLO, Walter. Canon and corpus: an alternative view of comparative literary studies in colonial situations. Dedalus, n. 1, Dez. 1991.

Publicado
21-03-1997
Como Citar
Matusse, G. (1997). A representação literária da identidade na literatura moçambicana: Craveirinha. Scripta, 1(1), 185-1985. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/10155
Seção
Dossiê: Literaturas africanas de língua portuguesa