Garret e o rousseauísmo

  • Sérgio Nazar David UERJ
Palavras-chave: Almeida Garrett, Rosseau,

Resumo

Robert Darnton, em O grande massacre de gatos, detém-se na preparação que Rousseau faz de uma sensibilidade que atravessará toda uma época. Perseguido após a publicação de Emílio, depois transformado em amigo da revolução, Rousseau parece ser ponto de chegadade uma época e ponto de partida de outra. Após sua morte e no correr das décadas que nos põem dentro do século XIX, suas posições dianteda vida, do ato de escrever e daquilo que faz de nós humanos (a linguagem) se transformam em paradigma de uma nova ordem que se vai instituindo: o poder burguês, a disciplina cristã, agora a ser viço da restauração. A partir de Viagens na minha terra e de Portugal na balança da Europa, discuto as linhas de convergência entre Garrett e Rousseau. Procurando me afastar do estudo compa ratista pautado em fonte/influência,assinalo alguns aspectos relativos às transformações de um conjunto de idéias transplantadas que adquirem assim especificidade na obra de Garrett.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

DARNTON, Robert. O grande massacre de gatos. 2. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1986. p. 277-328: Os leitores respondem a Rousseau: a fabricação da sensibilidade romântica.

DAVID, Sérgio Nazar (Org.). Paixão e revolução. Rio de Janeiro: UERJ, 1996. p. 41-97: Almeida Garrett: sua viagem, sua vertigem.

FERREIRA, Maria Ema Tarracha. Introdução. In: GARRETT, Almeida. Romanceiro. Lisboa: Ulisseia, [19--].

FERREIRA, Nadiá. O mito do amor sob o signo da paixão. In: DAVID, Sérgio Nazar (Org.). Paixão e revolução. Rio de Janeiro: UERJ, 1996.

FREUD, Sigmund. Obras completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: !mago, 1988. v. 21, p. 67-148: O mal-estar na civilização.

FREUD, Sigmund. Obras completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: !mago, 1988. p. 15-63: O futuro de uma ilusão.

GARRETT, Almeida. Obras completas de Almeida Garrett. Porto: Lello & Irmão, 1963. 2v.

GARRETT, Almeida. Romanceiro. Lisboa: Ulisseia, [19--].

HERCULANO, Alexandre. Opúsculos. 5. ed. Lisboa: Bertrand, [19--]. p. 125-134: Cartas sobre a história de Portugal.

LACAN, Jacques. O seminário: Livro 7: a ética da psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar, 1995.

OLIVEIRA, Paulo Fernando da Motta de. Alexandre Herculano e Portugal: da História à ficção. lntercâmbio. Cadernos de Pesquisa do Curso de Pós-graduação em Letras, Mariana, v. I, n. 2, p. 28-34, 1997.

ROUANET, Maria Helena. Pelos silêncios da história. In: BERNARDO, Gustavo (Org.). Literatura e sistemas culturais. Rio de Janeiro: UERJ, 1998.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Emile ou de L'éducation. Paris: Garnier-Flammarion, 1966.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. As confissões. Rio de Janeiro: Ediouro, [19--].

SOLER, Colctte. A psicanálise na civilização. Rio de Janeiro: Contracapa, 1998.

STAROBINSKJ, Jean. A transparência e o obstáculo. São Paulo: Cia. das Letras, 199 1.

VOLTAIRE. Contes et romans. Paris: Éditions Rencontre, 1968. p. 58-135: Candide.

VOLTAIRE. Contos e romances. Rio de Janeiro: Ediouro, [19--]. p. 134-186: Cândido.

ZILBERMAN, Regina. Crítica. In: JOBIM, José Luís (Org.). Introdução ao romantismo. Rio de Janeiro: UERJ, 1999.

Publicado
08-10-1999
Como Citar
David, S. N. (1999). Garret e o rousseauísmo. Scripta, 3(5), 201-208. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/10312
Seção
Parte 1 - Dossiê Almeida Garrett