Intertextos e mediações culturais em Nélida Piñon

  • Carlos Magno Gomes Universidade Federal de Sergipe (UFS)
Palavras-chave: Paródia, Intertextualidade, Metanarratividade,

Resumo

Este artigo faz um estudo sobre as marcas pós-modernas do romance de autoria feminina no início do século XXI, com destaque para Vozes do deserto (2004), de Nélida Piñon. Por ser uma paródia de Mil e uma noites, essa obra traz referências ao processo narrativo, ao mesmo tempo em que descreve a luta de Scherezade por liberdade.  Com tal empreitada, essa narradora explora a irreverência e a criatividade como armas contra a violência patriarcal.  Metodologicamente, abordamos conceitos estéticos e culturais de paródia, metanarratividade e identidade, propostos por Eduardo Coutinho, Umberto Eco e Zygmunt Bauman.

Biografia do Autor

Carlos Magno Gomes, Universidade Federal de Sergipe (UFS)
Prof. associado UFS. Doutor em Literatura (UnB). Pesquisador Produtividade CNPq

Referências

BAUMAN, Zygmunt. Identidade. Entrevista a Benedetto Vecchi. Tradução Carlos A. Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

BAUMAN, Zygmunt. Vida líquida. Tradução Carlos A. Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007.

COLASANTI, Marina. Contos de amor rasgados. 3. edição. Rio de Janeiro:

Record, 2010.

COLASANTI, Marina. Doze reis e a moça no labirinto do vento. 12. ed. São Paulo: Global, 2006.

CAMPELLO, Eliane T. A. O Künstlerroman de autoria feminina no Brasil. In: CAVALCANTI, Ildney et al (org.). Da mulher às mulheres: dialogando sobre literatura, gênero e identidades. Maceió: Edufal, 2006.

CARVALHAL, Tania Franco. Literatura Comparada. 5. ed. São Paulo: Ática, 2010.

COUTINHO, Eduardo, F. Revisitando o pós-moderno. In: GUINSBURG, J. e BAR-BOSA, Ana Mae (orgs.). O pós-modernismo. São Paulo: Perspectiva, 2005.

ECO, Umberto. Ironia intertextual e níveis de leitura. In: ECO, Umberto. Sobre lite-ratura. 2. ed. Tradução de Eliana Aguiar. Rio de Janeiro: Record, p. 199-218, 2003.

EVARISTO, Conceição. Ponciá Vicêncio. Belo Horizonte: Mazza, 2003.

FOUCAULT, Michel. Outros espaços (Conferência). In: FOUCAULT, Michel. Estética: literatura e pintura, música e cinema. Organização de Manoel Barros da Motta. Tradução de Inês Autran Dourado Barbosa, 2. Ed. Rio de Janeiro: Fonte Universitária, 2009.

GOMES, Carlos Magno. O romance pós-moderno feminino. São Cristóvão: Ed. da UFS, 2010.

LISPECTOR. Clarice. Um sopro de vida. Rio de Janeiro: Rocco, 1999.

LOURO, Guacira Lopes. Um corpo estranho. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

OLIVIERI-GODET, Rita. Estranhos estrangeiros: poética da alteridade na narrativa contemporânea brasileira. Estudos de literatura brasileira contemporânea. Brasília, n. 29, jan./jun. de 2007.

PIÑON, Nélida. A doce canção de Caetana. Rio de Janeiro: Record, 1997.

PIÑON, Nélida. A força do destino. 2. ed. Rio de Janeiro: Record, 2005.

PIÑON, Nélida. Vozes do deserto. 2. Ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

SAMOYAULT, Tiphaine. A intertextualidade: memória da literatura. Trad. por Sandra Nitrini. São Paulo: Hucitec, 2008.

SANT’ANNA, Affonso Romano de. Paródia, paráfrase & cia. São Paulo: Ática, 2007.

TELLES, Lygia Fagundes. As horas nuas. São Paulo: Companhia das Letras,

VATTIMO, Gianni. O fim da modernidade. Tradução Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

XAVIER, Elódia. Que corpo é esse? – o corpo no imaginário feminino. Santa Catarina: Mulheres, 2007.

Publicado
22-12-2016
Como Citar
Gomes, C. M. (2016). Intertextos e mediações culturais em Nélida Piñon. Scripta, 20(39), 277-290. https://doi.org/10.5752/P.2358-3428.2016v20n39p277
Seção
Dossiê: realismos e mediações