“Lições do mestre“: da tradução como viagem e da literatura como direito

Palavras-chave: Antonio Candido., Crítica literária., Tradução literária., Docência., Direitos humanos.

Resumo

Numa retrospectiva em forma de perspectivação crítica e, ao mesmo tempo, balanço pessoal, espero poder contribuir para o que poderia ser considerado o legado de Antonio Candido. A exemplo da experiência de ter traduzido para o alemão os ensaios reunidos numa antologia publicada em 2005, vou exemplificar as leituras e reflexões do tradutor, para partir dali a repensar algumas questões fundamentais tratadas na obra de Antonio Candido, particularmente a da tarefa crítica da docência e do estudo literário, como também a da (ir)relevância da literatura na sociedade atual, como ficou refletida no conhecido ensaio “O direito à literatura”, de 1988.

Biografia do Autor

Marcel Vejmelka, Johannes Gutenberg Universität Mainz: Germersheim, Rheinland-Pfalz, DE

Departamento de Espanhol e Português, Faculdade 06 Tradução, Linguística e Estudos Culturais, Universidade Johannes Gutenberg, Mainz / Germersheim. Doutor em Estudos Latino-americanos / Brasileiros.

Referências

BARTHES, Roland. Le plaisir du texte. Paris: Seuil, 1973.

BOURDIEU, Pierre. Les règles de l’art. Genèse et structure du champ littéraire. Paris: Editions du Seuil, 1992.

CANDIDO, Antonio. Literatura, Espelho da América? Luso-Brazilian Review. Madison, v. 32, n. 2: Culture and Ideology in the Americas: Essays in Honor of Richard M. Morse, p. 15-22, 1995.

CANDIDO, Antonio. Formação da literatura brasileira: momentos decisivos. 6a. ed. Belo Horizonte: Editora Itatiaia, 2000.

CANDIDO, Antonio. A literatura e a formação do homem. Textos de intervenção. Seleção, apresentação e notas de Vinicius Dantas. São Paulo: Duas Cidades / Editora 34, 2002, p. 77-92.

CANDIDO, Antonio. O direito à literatura. Vários escritos. São Paulo / Rio de Janeiro: Duas Cidades / Ouro sobre Azul, 2004, p. 169-192.

CANDIDO, Antonio. Literatur und Unterentwicklung. In: Literatur und Gesellschaft. Organizado por Ligia Chiappini, tradução para o alemão Marcel Vejmelka. Frankfurt am Main: Vervuert, 2005, p. 185-206, 2005a.

CANDIDO, Antonio. Der verkehrte Mensch. In: CHIAPPINI, Ligia / VEJMELKA, Marcel (orgs.). Welt des Sertão – Sertão der Welt. Erkundungen im Werk João Guimarães Rosas. Berlim: edition tranvía, 2007, p. 19-36.

CANDIDO, Antonio. Literatur und Unterentwicklung. In: EXNER, Isabel / RATH, Gudrun (orgs.). Lateinamerikanische Kulturtheorien: Grundlagentexte. Konstanz: Konstanz University Press, 2015, p. 129-152.

CHIAPPINI, Ligia / VEJMELKA, Marcel. Einleitung. In: CANDIDO, Antonio. Literatur und Gesellschaft. Organizado por Ligia Chiappini, tradução para o alemão Marcel Vejmelka. Frankfurt am Main: Vervuert, 2005, p. 9-18.

CHIAPPINI, Ligia / VEJMELKA, Marcel. Antonio Candido na Alemanha. Literatura e Sociedade. São Paulo, n. 12: “A obra de Antonio Candido”, p. 240-269, 2009.

DEL SARTO, Ana / RÍOS, Alicia / TRIGO, Abril (orgs.). The Latin American Cultural Studies Reader. Durham / London: Duke University Press, 2004.

LOPEZ, Telê Ancona. A literatura como direito. Literatura e Sociedade. v.14 n.11, p. 216-219, 2009. (https://doi.org/10.11606/issn.2237-1184.v0i11p216-219).

FERNÁNDEZ MORENO, César (org.). América Latina en su literatura. México, D.F.: Siglo XXI / UNESCO, 1972.

FERNÁNDEZ MORENO, César (org.). Ameŕica Latina em sua literatura. São Paulo: Perspectiva / Unesco, 1979.

FERNÁNDEZ MORENO, César / ORTEGA, Julio (orgs.). L’Amerique Latine dans sa litterature. Paris: Unesco 1979.

VEJMELKA, Marcel. Kreuzwege : Querungen. João Guimarães Rosas Grande sertão: veredas und Thomas Manns Doktor Faustus im interkulturellen Vergleich. Berlim: edition tranvía, 2005.

VEJMELKA, Marcel. O Brasil no território da América Latina. O pensamento de Antonio Candido e Ángel Rama. CENSIVE. Revue Internationale d’études lusophones. Nantes, n. 3, p. 87-109, 2008.

ZILLY, Berthold. O Tradutor implícito: Considerações acerca da translingualidade de Os Sertões. Revista USP. São Paulo, no. 45 (março/abril/maio), p. 85-105, 2000.
Publicado
18-12-2019
Como Citar
Vejmelka, M. (2019). “Lições do mestre“: da tradução como viagem e da literatura como direito. Scripta, 23(49), 200-218. https://doi.org/10.5752/P.2358-3428.2019v23n49p200-218