Marcação de aspecto gramatical nos verbos de ligação: uma análise morfológica

  • Gláucia do Carmo Xavier Instituto Federal de Minas Gerais
  • Kelly de Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Verbos de Ligação, Aspecto gramatical., Tabela morfológica, Conteúdo semântico

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar uma análise morfológica dos verbos de ligação (VL) para verificação da marcação aspectual nessa tipologia verbal. O texto toma como amostra os verbos ser, estar, continuar, virar, andar, ficar, parecer, permanecer, viver, tornar-se e encontrar-se. Em uma continuidade da investigação para a construção da natureza sintática dos VL, este estudo apresenta uma análise morfêmica, por meio da apresentação de tabelas morfológicas e análise do aspecto gramatical dos VL. A abordagem metodológica utilizada foi a pesquisa bibliográfica e análise morfêmica do radical e desinência modo, tempo e aspecto (DMTA). Os resultados demonstraram que os VL podem apresentar conteúdo semântico, mesmo em análises apenas do aspecto gramatical.

Biografia do Autor

Gláucia do Carmo Xavier, Instituto Federal de Minas Gerais
PÓs-doutoranda na UFF, com estágio no laboratório de Psicolinguística. Doutora em Linguística e Língua Portuguesa pela PUC-MG. Mestrado em Educação pela PUC-MG. Duas especializações: uma em Psicopedagogia Clínica e outra em Psicopedagogia Institucional. Profesosra de Lingua Portuguesa e Literatura,do IFMG (Instituto Federal de MInas Gerais), com dedicação exclusiva. Líder do grupo de pesquisa GEALI (Grupo de estudos sobre ensino e aprendizagem de Lingua Portuguesa e Literatura). Coordenadora de projeto de pesquisa PIBIC-JR, e de projeto de extensão PIBEX. Seus estudos atuais abordam os temas: aspecto verbal, Teoria Gerativa, advérbios e Literatura Negra.
Kelly de Oliveira, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Estudos Linguísticos da Universidade Federal de MInas Gerais, na linha de pesquisa Linguística Teórica e Descritiva : Processamento da Linguagem.  Bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG). Graduada em Letras - português/inglês, pela Pontifícia Universidade Católica de MInas Gerais. 

Referências

ALMEIDA, Napoleão Mendes de. Gramática Metódica da língua portuguesa. 46.ed. São Paulo: Saraiva, 2009.

BEZERRA, Rodrigo. Nova gramática da língua portuguesa para concursos. 5.ed. São Paulo: Método, 2011.

BORGES, Nayra Cristine Silva. Aquisição de tempo e aspecto. Belo Horizonte, 2013. Dissertação de mestrado.

CANÇADO, Márcia; AMARAL, Luana. Introdução à Semântica Lexical: papéis temáticos, aspecto lexical e decomposição de predicados. Petrópolis, RJ: Vozes, 2016.

CASTILHO, Ataliba de. Nova Gramática do Português Brasileiro. 1.ed. 3ª impressão. São Paulo: Contexto, 2014.

CASTILHO, Ataliba de. Introdução ao Estudo do Aspecto Verbal. 1968. Tese (Doutorado). Marília: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras, 1968.

CASTRO, Gisely Gonçalves de; HERMONT, Arabie Bezri; A relação entre o aspecto lexical e o aspecto gramatical em contexto de aquisição da linguagem. Percursos Linguísticos (UFES), v. 7, 2017.

CEREJA, William Roberto; MAGALHÂES, Thereza Cochar. Gramática: texto, reflexão e uso. São Paulo: Atual, 2008.

CHOMSKY, Noam. The minimalist program. Cambridge: MIT Press, 1995.

COMRIE, Bernard. Aspect. Cambridge: Cambridge University Press, 1976.

COMRIE, Bernard. Tense. Cambridge: Cambridge University Press, 1985.

CUNHA, Celso; CINTRA, Luís F. Lindley. Nova gramática do português contemporâneo. 5.ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

FARACO, Carlos Emílio; MOURA, Francisco Marto de. Gramática Nova. São Paulo: Ática, 2004.

FERREIRA, Mauro. Aprender e praticar gramática. São Paulo: FTD, 2003.

HERMONT, Arabie Bezri.; MORATO, Rodrigo A. Aquisição de tempo e aspecto em condições normais e no déficit específico de linguagem. Revista Linguística (Online), v. 10, p. 14, 2014.

ILARI, Rodolfo (org.). Gramática do português culto falado no Brasil: volume III: palavras de classe aberta. São Paulo, Contexto, 2014.

LEMOS, Cláudia Tereza Guimarães de. Ser and estar in Brazilian Portuguese with particular reference to child language acquisition. Tubingen: Gunter Narr. 1987.

MANZO, Abelardo J. Manual para la preparación de monografias: una guia para presentar informes y tesis. 2. ed. Buenos Aires: Humanitas, 1973.

MARGOTTI, Felício Wessling; FERREIRA-MARGOTTI, Rita de Cássia Mello. Morfologia do Português. Florianópolis: LLV/CCE/UFSC, 2011. v.1. 175 p.

MARIANO, Elizabeth Griffi. Fundamentos Práticos de gramática. São Paulo: Escala Educacional, 2007.

MESQUITA, Roberto Melo; MARTOS, Cloder Rivas. Gramática Pedagógica. 29.ed. São Paulo: Saraiva, 2005.

MIRANDA, Washington Gomes de. Advérbios de Tempo e Aspecto no processo de aquisição da linguagem. 2018. 174f. Dissertação (Mestrado em Linguística e Língua Portuguesa) - Programa de Pós Graduação em Letras, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2018.

MONTEIRO, J. L. O morfema zero no processo de derivação. Revista de Letras, Fortaleza, v. 1, n.2, p. 95-113, 1978.

SANCHEZ-MENDES, Luciana. A modificação de grau em Karitiana. 2014. Tese (Doutorado em Semiótica e Lingüística Geral) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2014.

TRAVAGLIA, Luiz Carlos. O aspecto verbal no português: a categoria e sua expressão. Uberlândia: Universidade Federal de Uberlândia, 2016.

TRAVAGLIA, Luiz Carlos. Verbos de ligação: itens lexicais ou gramaticais?. Estudos Lingüísticos, Campinas, SP, v. XXXIII, p. 01‐06, 2004. ISSN/ISBN: 14130939

XAVIER, Gláucia do Carmo; KENEDY, Eduardo; OLIVEIRA, Kelly de. Estudo formal dos verbos de ligação: natureza sintática e representação no módulo mental. Cadernos CESPUC de Pesquisa Série Ensaios, [S.l.], n. 33, p. 112-139, dez. 2018. ISSN 2358-3231.

XAVIER, Gláucia do Carmo; OLIVEIRA, Kelly Cesário de. NATUREZA SINTÁTICA DOS VERBOS DE LIGAÇÃO: DA DERIVAÇÃO À REPRESENTAÇÃO NO MÓDULO MENTAL. In: IX Conferência linguística e cognição: diálogos imprescindíveis. Anais... Belo Horizonte (MG) PUC Minas, 2020.

XAVIER, Gláucia do Carmo. O aspecto verbal sob a ótica da Teoria Gerativa. Curitiba: CRV, 2019.
Publicado
23-09-2020
Como Citar
Xavier, G. do C., & Oliveira, K. C. de. (2020). Marcação de aspecto gramatical nos verbos de ligação: uma análise morfológica. Scripta, 24(51), 210-237. https://doi.org/10.5752/P.2358-3428.2020v24n51p210-237