Do relato de experiência ao artigo científico: questões sobre gênero, representações e letramento na formação de professores a distância

  • Adilson Ribeiro de Oliveira
Palavras-chave: Gênero, Letramento acadêmico, Representações, Formação de professores em EaD.

Resumo

A partir de discussões advindas do campo dos “novos” estudos do letramento e suas relações com gêneros da esfera universitária, este artigo objetiva uma reflexão sobre a escrita (e seus processos) no ensino superior, mais especificamente na formação de professores na modalidade EaD (Educação a Distância). Tendo como objeto de estudo produções escritas de alunas de um curso de Pedagogia, pretende-se investigar, de um ponto de vista enunciativo-discursivo, as representações que são atualizadas na configuração de relatos de experiência, os quais culminaram na produção do gênero artigo científico. Deseja-se, ao fim, que esta reflexão suscite indagações de interesse tanto para o ensino quanto para a pesquisa que possam contribuir para o entendimento da questão; desse modo, problematizando propostas para o ensino do gênero na formação universitária e suas implicações na especificidade da EaD.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASSIS, Juliana Alves; MATA, Maria Aparecida. A escrita de resumo na formação inicial do professor de língua portuguesa: movimentos de aprendizagem no espaço de sala de aula. In: KLEIMAN, Angela; MATENCIO, Maria de Lourdes Meirelles. (Org.) Letramento e formação do professor. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2005. p. 181-202.

GATTI, Bernadete Angelina; BARRETO, Elba Siqueira de Sá. Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: UNESCO, 2009. Disponível em:

<http://unesdoc.unesco.org/images/0018/001846/184682por.pdf>. Acesso em: 28 nov. 2011.

KLEIMAN, Angela Bustos. Leitura: ensino e pesquisa. Campinas, SP: Pontes, 2004 [1989].

LEA, Mary R.; STREET, Brian V. Student writing in higher education: an academic literacies approach. Studies in Higher Education. London, v. 23, n. 2, p. 157-172, Jun. 1998.

LANKSHEAR, Colin. Literacy studies in Education: disciplined developments in a post‑disciplinary age. In: PETERS, Michael (Org.). After the disciplines. Westport, CT: Greenwood, 1999.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Atividades de referenciação no processo de produção textual e o ensino de língua. In: ENCONTRO NACIONAL DO GELCO, 1, 2001, Campo Grande (digitalizado).

MATENCIO, Maria de Lourdes Meirelles. Leitura, produção de textos e a escola: reflexões sobre o processo de letramento. Campinas, SP: Mercado de Letras, 1994.

MATENCIO, Maria de Lourdes Meirelles. Atividades de (re)textualização em práticas acadêmicas: um estudo do resumo. Scripta, Belo Horizonte, v. 6, n. 11, p. 109-122, 2º sem. 2002.

MATENCIO, Maria de Lourdes Meirelles. A leitura na formação e atuação do professor da Educação Básica. In: Ensaios sobre leitura. Belo Horizonte: Ed. PUC Minas, 2005.

MOSCOVICI, Serge. Representações sociais: investigações em psicologia social. Tradução do inglês de Pedrinho A. Guareschi. 5. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2007 [2003].

STREET, Brian. What’s “new” in New Literacy Studies? Critical approaches to literacy in theory and practice. Current issues in comparative education, New York, v. 5, n. 2, p. 77‑91, Spring 2003.

TERZI, Sylvia Bueno. A construção do currículo nos cursos de letramento de jovens e adultos não escolarizados, 2006. Disponível em: <http://www.cereja.org.br/arquivos/uploads/sylviaterzi.pdf>. Acesso em: 8 mai. 2008.

Publicado
17-07-2012
Como Citar
Ribeiro de Oliveira, A. (2012). Do relato de experiência ao artigo científico: questões sobre gênero, representações e letramento na formação de professores a distância. Scripta, 16(30), 307-320. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/4253