As dimensões semântico-pragmáticas da negociação e do diálogo durante reuniões de formação em serviço de professores

  • Míria Gomes de Oliveira
Palavras-chave: Negociação, Diálogo, Atividade significante, Interlocutores.

Resumo

Neste texto, caracterizamos as instâncias enunciativas “negociação” e “diálogo”, marcando suas diferenças na atividade significante dos interlocutores. Ainda que estas instâncias convivam, paradoxalmente, lado a lado em situações reais de fala, as separamos aqui por uma questão de clareza e método, para, então, analisá-las em interações durante reuniões de formação em serviço entre professores e formadores da Rede Municipal de Ensino de Belo Horizonte – RME-BH que vivenciam o Programa Político Pedagógico Escola Plural. Entendendo como “ inclusão” as medidas que visam garantir educação a “todos” os cidadãos a quem o direito à escola foi historicamente denegado, recortamos, dessas reuniões, os segmentos que giram em torno de discussões relacionadas à inclusão social na escola.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BELO HORIZONTE. Prefeitura Municipal. Construindo uma referência curricular para a Escola Plural: uma reflexão preliminar. Belo Horizonte: PBH / SMED, 1995–1996.

DAVIDSON, Donald. Essays on actions and events. Oxford: Clarendon Press, 1980.

JAKOBSON, R. Linguística e comunicação. São Paulo: Editora Cultrix, 1963.

JACQUES, Francis. La mise un communauté de l’énonciaton. Langages, Paris, n.70, 1983. p.47-71.

JACQUES, Francis. L’Espace Logique de l’interlocution. Paris: P.U.F.,

JACQUES, Francis. Trois stratégies interactionnelles: conversation, negotiation, dialogue. In: JACQUES, Francis. Echanges sur la conversation. Paris: Centre Régional Publication de Lyon, 1988. p. 45-68.

JACQUES, Francis. Les conditions dialogiques de la compréhension ou le paradoxe de Narcisse. In: PARRET, Herman; BOUVERESSE, Jacques. Meaning and understanding. Berlin: Walter de Gruyter, 1981. p. 353-388.

JACQUES, Francis. Consensus et conflit: une réévaluation. In: PARRET, Herman. La communauté en paroles: communication, consensus, ruptures. Liége: Mardaga, 1991.

MARI, H. Consenso/dissenso: entre o enunciado e a enunciação. Scripta, Belo Horizonte, v.4, n.7, p. 141-157, 2000.

OLIVEIRA, M.G. O professor e a pólis: antigas crenças, velhos conceitos, novas conceptualizações. Revista Intercâmbio, São Paulo, v. 15, 2006. Disponível em:<http://www.pucsp.br/pos/lael/intercambio/pdf/

oliveira_m.pdf>.

PARRET, Herman & Bouveresse. Meaning and understanding. Berlin: Walter de Gruyter, 1981.

Publicado
31-07-2008
Como Citar
Gomes de Oliveira, M. (2008). As dimensões semântico-pragmáticas da negociação e do diálogo durante reuniões de formação em serviço de professores. Scripta, 12(22), 175-193. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/4439
Seção
Dossiê: Interfaces entre Pragmática e Análise do Discurso