Da interlocução à construção do ethos: a interação profissional entre autor e revisor de textos

Patrícia Rodrigues Tanuri Baptista

Resumo


Este trabalho focaliza a interação entre autor e revisor de texto, entendidos como enunciador e coenunciador respectivamente, e tem como objetivo principal analisar como se engendra o processo de coconstrução do ethos dos interactantes nos processamentos da intervenção textual observada, conforme Salgado (2011), como ritos genéticos editoriais. Os dados consistem em materiais autorais submetidos ao tratamento editorial, dois de um livro de Física Quântica e dois de um livro sobre infância, adolescência e Aids, da pesquisa de Salgado (2011). Nesta análise, estamos assumindo, como Maingueneau (2008), que o ethos é construído na instância da atividade discursiva. Nesse sentido, serão também importantes as noções de face de Goffman (1981) e de face positiva e negativa de Brown e Levinson (1987). Os dados demonstram que enunciador e coenunciador são colaborativos na construção do ethos de si próprios e um do outro. Como ethos do coenunciador, evidencia-se um leitor cujo olhar é criterioso e rigoroso, que propõe o que deve ser tratado com mais acuidade pelo enunciador, pressupondo o que vai interessar ao leitor potencial. Ele demonstra conhecimento do assunto tratado, apresenta sugestões das mais variadas ordens, desde mudanças puramente estruturais a propostas de inclusões e exclusões de partes do texto, em um trabalho interacional alicerçado em demonstrações de respeito pelo enunciador. Já o enunciador corrobora o ethos do coenunciador e, ao mesmo tempo, constrói o seu próprio, não só nas demonstrações de concordância, mas também e, sobretudo, nos elogios, nos pedidos de sugestão e na validação das manobras textuais realizadas pelo coenunciador.

Palavras-chave


Ethos; Autor; Revisor de texto;

Texto completo:

PDF

Referências


Brown, Penelope; Levinson, Stephen C. Politeness: Some Universals in

Language Usage. Cambridge: Cambridge University Press, 1987.

GOFFMAN, Erving. The presentation of self in everyday life. London: Penguin Books, 1959.

GOFFMAN, Erving. Interaction ritual essays on face to face behavior. New York: Pantheon Books, 1967.

GOFFMAN, Erving. A elaboração da face. Uma análise dos elementos rituais da interação social. In: FIGUEIRA, Sérvulo Augusto (Org.). Psicanálise e Ciências Sociais. Tradução de J. Russo. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1980.

GOFFMAN, Erving. Footing. In: GOFFMAN, Erving. Forms of Talk. Tradução de Beatriz Fontana a partir do original publicado no periódico Semiótica, v. 25, p.1-29, de 1979. Philadelphia: University of Pensilvania Press, 1981.

GOFFMAN, Erving. A representação do eu na vida cotidiana. Petrópolis: Vozes, 1995.

HERITAGE, John. Analysing news interviews: aspects of the production of talk for an overhearing audience. In: Van DIJK, Teun A. (Ed.). Handbook of Discourse Analysis. London: Academic Press, 1984. p. 117-195.

MAINGUENEAU, Dominique. A propósito do ethos. In: MOTTA, Ana Raquel; SALGADO, Luciana. Ethos discursivo. São Paulo: Contexto, 2008.

MARCUSCHI, Luiz Antonio. Análise da Conversação. São Paulo: Ática, 1991. Série Princípios.

OLIVEIRA, Maria do Carmo Leite de. Ethos interacional em situações de atendimento. Veredas, revista de estudos linguísticos, Juiz de Fora, v. 4, n. 1, p. 59-65, 2000.

SALGADO, Luciana Salazar. O autor e seu duplo nos ritos genéticos editoriais. Revista Eutomia, ano 1, n. 1, p. 525-546, 2008.

SALGADO, Luciana Salazar. Escritura e leitura, elementos da autoria. In: RIBEIRO, Ana Elisa; VILLELA, Ana Maria Nápoles; COURA SOBRINHO, Jerônimo; SILVA, Rogério Barbosa da (Org.). Leitura e escrita em movimento. São Paulo: Peirópolis, 2010. v. 1, p. 252-268.

SALGADO, Luciana Salazar. Ritos genéticos editoriais: autoria e textualização. São Paulo: Annablume, 2011. 348 p.

SACKS, Harvey; SCHEGLOFF, Emanuel A.; JEFFERSON, Gail. A Simplest Systematics for the Organization of Turn-Taking for Conversation. Language, v. 50, p. 696-735, 1974.

TANNEN, Deborah; Wallat, Cynthia. Interactive frames and knowledge

schemas in interaction: examples from a medical examination/interview. Social Psychology Quarterly, v. 50, n. 2, p. 205-16, 1987.




DOI: https://doi.org/10.5752/P.2358-3428.2015v19n36p369

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Scripta



                     


Revista Scripta e-ISSN: 2358-3428 (OJS)

DOI: http://dx.doi.org/10.5752/P.2358-3428

Endereço: Av. Dom José Gaspar, 500 - Prédio 20 - sala 109 

Coração Eucarístico - Belo Horizonte/MG - CEP: 30535901 

Telefone geral: (31) 3319-4369

 

Licença: 

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

 

Nossos indexadores, bancos de dados e repositórios: